Teatro Raul Cortez

Viver sem Tempos Mortos

Últimos Espetáculos

Viver sem Tempos Mortos

A atriz Fernanda Montenegro estreou em grande estilo, no Teatro Raul Cortez, na Fecomercio, em São Paulo. Fernanda cativou o público com o monólogo Viver Sem Tempos Mortos trazendo vida à escritora, pensadora, ensaísta e filósofa francesa Simone de Beauvoir. Prestigiada por uma plateia que esgotou os ingressos, Fernanda fez uma leitura cativante e vívida de uma época singular da França e de como seu relacionamento com Jean Paul Sartre influenciou-a para sempre em seu comportamento, pensamento e posições políticas.

Para Fernanda, uma das maiores emoções da noite foi interpretar em um teatro que levava o nome de seu grande amigo, o ator Raul Cortez. “É a primeira vez que venho a São Paulo depois que ele se foi e em um teatro que leva o nome dele. Pela amizade, pelos anos que convivemos, por tantos trabalhos juntos, pela coincidência de estar nesse espaço, eu quero oferecer esse espetáculo a esse companheiro extraordinário, um artista único, um homem que nunca barateou a sua arte, deixou espetáculos memoráveis, enfim, um companheiro que honra nossa profissão,enquanto viveu e depois que foi para o outro lado, então, Raul foi para você.”

A atriz Ligia Cortez, filha de Raul Cortez, partilhou do mesmo sentimento. “É lindo ter a Fernanda aqui no teatro. Foram dois amigos muito próximos, que realizaram duplas maravilhosas. Eu estou muito contente de ver a Fernanda aqui.”

O espetáculo foi prestigiado pelo Ministro dos Esportes, Orlando Silva Jr, que estava acompanhado de sua esposa, a atriz Ana Cristina Petta. “O trabalho da Fernanda Montenegro é interessantíssimo e estou feliz por poder rever essa obra.”

O produtor de teatro Beto Amaral, que já assistiu a peça quatro vezes, se surpreende todas as vezes. “A Fernanda consegue e levar para lugares do seu inconsciente inexplorados e muito poderosos. É uma experiência transformadora.” Para a atriz Carolina Manica, “é uma honra para qualquer ator ver uma diva do teatro no palco, uma pessoa fundamental na existência do teatro brasileiro, que propagou tanto as artes cênicas do Brasil para o mundo”.

O jovem Tiago Bechara se emocionou com a peça e disse que esperava ver Fernanda Montenegro em ação, mas encontrou Simone de Beauvoir no palco. “Eu estou saindo desse teatro com duas mulheres que mudaram o mundo.” Fernanda Barros, estava ansiosa pela oportunidade de ver Fernanda Montenegro ao vivo pela primeira vez por um motivo especial.

“Minha mãe me deu esse nome por causa dela, por ser uma mulher muito forte. Já tinha tentado assistir na primeira vez, em 2009, mas não consegui. Dessa vez eu não perdi.”

Ficha Técnica

Direção de Arte: Daniela Thomas
Iluminação: Beto Bruel
Seleção Musical: Fernanda Montenegro
Pesquisa e Compilação: Newton Goldman
Direção de Produção: Carmen Mello
Realização e produção: Trígonos Produções Culturais Ltda
Temporada: 08/10/2011 a 11/12/2011

Galeria