Economia

29/09/2017

83% das famílias de Boa Vista estão endividadas, a terceira maior parcela entre as capitais no País

Na capital de Roraima, houve alta de 0,3% no número de famílias endividadas, enquanto na soma das capitais houve queda de 6,5% entre dezembro de 2015 e o mesmo período de 2016

83% das famílias de Boa Vista estão endividadas, a terceira maior parcela entre as capitais no País

Região Norte concentra 7% do total de dívidas do País – a menor participação na média nacional entre as cinco regiões
(Arte: TUTU)

Boa Vista, capital de Roraima, é a terceira colocada no ranking nacional de famílias endividadas, com 83% do total nessa situação, patamar superior à média nacional de 57% em dezembro de 2016. Vale ressaltar que, nos três anos analisados, entre 2014 e 2016, Boa Vista se manteve acima da média brasileira.

Além disso, na Região Norte estão as quatro campeãs nacionais em porcentual de famílias com contas em atraso: Boa Vista, em Roraima, é a primeira colocada, com 43%. Macapá, no Amapá, é a segunda, seguida por Belém, no Pará, ambas com 39% e Manaus, no Amazonas, com 37%.

Entre todas as sete capitais que compõem a Região Norte do País, apenas Porto Velho (53%) e Belém (42%) se mantiveram abaixo da média nacional (57%) de endividamento das famílias em 2016. As demais capitais apresentaram taxas acima da média: Palmas (69%), Macapá (68%), Manaus (67%) e Rio Branco (63%). As capitais do Norte do País concentram 7% do total de dívidas, menor participação na média nacional entre as cinco regiões – o Sudeste lidera o ranking com 43% das dívidas.

Os dados são da sétima edição da Radiografia do Crédito e do Endividamento das Famílias Brasileiras, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O estudo avalia os principais aspectos e as dimensões da política de crédito no Brasil entre 2014 e 2016, período em que o país foi exposto a fortes instabilidades políticas e econômicas.

Veja também
Brasileiros freiam consumo e mais de 280 mil famílias liquidam dívidas
Belo Horizonte tem a menor proporção de famílias endividadas entre capitais brasileiras
Curitibanos lideram entre as capitais com maior parcela de famílias endividadas
Brasília tem a quarta maior parcela de famílias endividadas entre todas as capitais brasileiras
Natal: 75% das famílias têm dívidas. É o 5º maior endividamento do País

Conforme apontado na pesquisa nacional (link), as famílias brasileiras ajustaram seu orçamento doméstico evitando comprometer a renda futura, comportamento mais difícil de se aplicar nas famílias de menor poder aquisitivo. Por isso houve em todo o País uma elevação da taxa de famílias com contas atrasadas de 18%, em dezembro de 2014, para 23%, em dezembro de 2016.

Belém é a capital com o menor valor médio de dívida mensal por famílias, de R$ 802, ao lado de Aracaju, em Sergipe, que está na Região Nordeste (link), únicas capitais com dívidas médias abaixo de R$ 1.000. Boa Vista se destaca no cenário nacional como a quinta capital com maior valor médio da dívida, de R$1.952.

Todas as demais capitais do Norte apresentaram valor médio da dívida abaixo da média nacional: Rio Branco, no Acre (R$ 1.564); Manaus, no Amazonas (R$ 1.535); Palmas, no Tocantins (R$ 1.466); Porto Velho, em Rondônia (R$ 1.233); e Macapá, no Amapá (R$ 1.183).

Veja mais detalhes sobre o endividamento das famílias das capitais da Região Norte no infográfico abaixo:

info__radiografiadoendividamento_regiaonorte_v4