Negócios

01/10/2018

Ações de gestão comercial estimulam as vendas no comércio

Planejar a estratégia do próximo ano é uma forma de o varejo manter o equilíbrio e enfrentar o cenário atual de indefinição política e econômica

Ações de gestão comercial estimulam as vendas no comércio

Loja deve ter um ambiente favorável às vendas, facilitar o pagamento a prazo e cuidar da imagem que passa ao cliente
(Arte/Tutu)

Em função da crise de confiança na economia, alguns segmentos devem terminar este ano com resultados abaixo do esperado. Embora ainda leve certo tempo para uma melhora das condições econômicas do País, o comércio pode adotar algumas ações para planejar a estratégia de negócios do ano que vem.

Veja também
Comércio deve se aproximar do cliente e personalizar ofertas
Novos hábitos do consumidores e tecnologias impactam o setor supermercadista
Planejamento é peça-chave para o sucesso de novas empresas

Nesse sentido, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) apresenta algumas dicas de gestão comercial que podem ser postas em prática com o objetivo de estimular as vendas. Confira:

• Avalie a imagem que a empresa passa ao cliente: aspectos como acessibilidade, preço, boa visualização dos produtos, atendimento, serviço de pós-venda, entre outros, impactam a percepção dos consumidores sobre a loja;

• Proporcione um ambiente favorável: faça da loja um ambiente agradável, não só para o cliente. Isso envolve boas condições de iluminação e espaço reservado para acompanhantes e crianças;

• Facilite o pagamento: ofereça condições de parcelamento no cartão de crédito, no cheque ou no carnê. A oferta parcelada pode atrair mais clientes, além de possibilitar o acesso aos de menor renda;

• Adote políticas de fidelização: é uma forma de estreitar a relação entre clientes e loja. Neste caso, é importante promover uma identificação do consumidor com o estabelecimento, tanto pela qualidade das ofertas como pela qualidade do atendimento e do pós-venda;

• Faça pesquisas de satisfação: o objetivo deve ser conhecer o comportamento dos clientes e, com isso, ofertar produtos de acordo com as necessidades de cada consumidor;

• Faça promoções que incentivem as vendas por meio de descontos. Além disso, facilite o contato físico do consumidor com os produtos;

• Diversifique as ofertas: ofereça várias opções de modelos, preços e tamanhos com base no conhecimento do público que frequenta a loja. Com a proximidade do verão, o setor de vestuário, por exemplo, pode apostar em peças típicas dessa estação para chamar a atenção do consumidor;

• Cuide da vitrine da loja: disponha os produtos de forma a atrair a atenção dos clientes. Preços e promoções devem estar bem visíveis e explicativos;

• Treine adequadamente os vendedores: os profissionais devem estar capacitados para recepcionar o cliente, estimulando o consumidor a novas compras;

• Planeje as ofertas para as datas comemorativas: Natal, Dia das Mães, Dia dos Namorados, entre outras datas, são ocasiões importantes para o varejo. Crie condições atrativas que possam estimular e favorecer as vendas.

Além da estratégia comercial, adotar ações em outras áreas também é importante para um melhor desempenho da empresa.

Na gestão administrativa, por exemplo, vale negociar preços e prazos com fornecedores e fazer o controle dos estoques, evitando perdas e sobras. Na área financeira, a empresa deve gerir o fluxo de caixa diariamente. Também é interessante implementar uma estratégia de gestão de pessoas que motive a equipe de vendas, possivelmente implementando uma política de remuneração variável conforme o desempenho do funcionário.

Esses são os principais aspectos que o empresário deve observar em seu planejamento uma vez que o conjunto dessas atividades contribui para o desenvolvimento e a solidificação dos negócios.