Negócios

19/01/2016

Ações planejadas diminuem impacto negativo dos feriados nas vendas do comércio

FecomercioSP destaca as oportunidades de negócios geradas de acordo com as datas comemorativas de cada mês

Ações planejadas diminuem impacto negativo dos feriados nas vendas do comércio

Comerciante deve já planejar ações que poderão ser adotadas no decorrer do primeiro semestre do ano
(Arte/TUTU)

Estão previstos vários feriados em 2016, com a ocorrência das chamadas “pontes”, nas quais os consumidores esticam os dias de descanso e agregam o feriado ao fim de semana. Essas emendas, que acontecerão com maior frequência no primeiro semestre, podem ser prejudiciais ao varejo, já que muitos consumidores optam por viajar e se afastam dos grandes centros, dificultando a manutenção do ritmo de vendas. Por outro lado, as famílias acabam gastando mais com turismo e serviços nas cidades de destino.

Para que o varejo possa minimizar os efeitos dos feriados prolongados, é importante, desde já, planejar ações que poderão ser adotadas no decorrer do primeiro semestre do ano, a fim de obter um melhor resultado de vendas, destaca a assessoria técnica da FecomercioSP.

Um ponto positivo que poderá fazer um contraponto às baixas nas vendas na primeira metade do ano é o pagamento, por parte das empresas, das bonificações e da participação nos lucros. Esses valores costumam ser apurados depois do encerramento do ano anterior e pagos no primeiro trimestre do ano seguinte, incentivando o consumo.

Veja no calendário abaixo as principais oportunidades de negócios destacadas pela FecomercioSP, de acordo com as datas comemorativas dos primeiros seis meses de 2016:

Janeiro
O mês apresenta o momento certo para realizar o balanço das vendas e elaborar o planejamento estratégico do ano, sendo importante definir as metas para 2016. Em janeiro, também são realizadas liquidações e promoções pelas grandes redes que atraem um grande fluxo de clientes para as lojas.

Outro fator positivo é a volta às aulas, que estimula as compras de material escolar e aquece as vendas do segmento.
Entretanto, as férias afastam um pouco os consumidores dos grandes centros.

No dia 24, é comemorado o Dia dos Aposentados. No dia seguinte, 25, acontece o aniversário da cidade de São Paulo. A data cai em uma segunda-feira, podendo ser mais uma ponte de fim de semana.

Fevereiro
O Carnaval, a maior festa popular do País, será comemorado no dia 9. A data impulsiona as vendas dos segmentos de vestuário, alimentos, bebidas e turismo. Neste ano, a crise deixou o consumidor mais realista e menos impulsivo, e o comércio precisa aumentar o estímulo ao cliente para conseguir expandir as vendas.

O consumidor ainda estará bem endividado nesse mês. Vendas parceladas e promocionais podem atrair esse perfil de cliente.

Março
Com a chegada da Páscoa, o segmento alimentício pode registrar aumento nas vendas. Criatividade na oferta de produtos e promoções pode fazer a diferença para aumentar o faturamento. A comercialização de ovos de chocolate tem forte apelo, principalmente com o público infantil.

Abril
As liquidações de verão deverão tomar conta das vitrines do setor de vestuário, pois já será época de compra da nova coleção. O feriado de Tiradentes (21) será comemorado em uma quinta-feira, podendo ser mais uma ponte do fim de semana, totalizando quatro dias corridos.

Maio
É quando acontece a segunda data mais importante para o comércio – o Dia das Mães. A comemoração apresenta forte apelo emocional e o tíquete médio aumenta em relação ao Natal. A qualidade no atendimento é um diferencial, bem como a criação de condições acolhedoras no estabelecimento para o público masculino que irá às compras.

Há ainda a aproximação do inverno. As coleções já estarão nas lojas e deve aumentar a procura por aquecedores e itens da coleção de vestuário que são, em geral, de preço bem mais elevado.

Junho
Nesse mês é comemorado o Dia dos Namorados, data que vem apresentando movimento forte, com tíquete médio semelhante ao do Dia das Mães. O setor de vestuário e calçados deve apresentar bom aquecimento nessa data.

Junho ainda terá o Dia de São João (24). No Nordeste, as festas juninas geram movimento significativo, atraindo turistas para as comemorações e maior público para o comércio local, mesmo que em menor proporção.