Negócios

27/02/2018

FecomercioSP recebe presidente do BNDES na primeira reunião de diretores de 2018

Paulo Rabello de Castro apresentou um balanço das atividades do banco em 2017 e as principais ações para este ano, que visam a promover o desenvolvimento das MPEs

FecomercioSP recebe presidente do BNDES na primeira reunião de diretores de 2018

Acima, presidentes do BNDES, Paulo Rabello de Castro, e da FecomercioSP, Abram Szajman, durante primeira reunião mensal de diretores da Federação em 2018
(Foto: Rubens Chiri/Tutu)

Por Filipe Lopes

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) recebeu, nesta segunda-feira (26), o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, em sua primeira reunião mensal de diretores em 2018. Na ocasião, Rabello discorreu sobre o balanço de 2017 e as ações previstas pela instituição financeira no exercício de 2018 para desenvolver a área empresarial brasileira, principalmente as médias e pequenas empresas, com o objetivo de melhorar seus desempenhos e gerar empregos e renda.

Na abertura do evento, o presidente da FecomercioSP, Abram Szajman, destacou a importância do banco para o desenvolvimento da atividade empresarial no Brasil. “A presença do Rabello é importante para sabermos sobre as possibilidades que o empresariado terá neste ano com o apoio do BNDES”, afirmou.

Veja também
“Não há dúvidas de que a recessão ficou para trás”, diz Meirelles em reunião na FecomercioSP

Segundo Rabello, durante o ano passado, o BNDES teve lucro líquido de R$ 3,2 bilhões, com ativo total de R$ 869 bilhões – terceiro maior banco nacional de desenvolvimento do mundo –, carteira de crédito de R$ 563 bilhões, passivo total de R$ 809 bilhões e patrimônio líquido de R$ 59,6 bilhões.

Com o objetivo de aumentar o desenvolvimento de médias e pequenas empresas, o BNDES lançou os pacotes MPME, BNDES Giro e Canal do Desenvolvedor. Todos os programas de empréstimos do banco pretendem atender a uma linha de empresários que não consegue tomar crédito em instituições financeiras convencionais com juros baixos. No Canal do Desenvolvedor, o empresário tem a possibilidade de responder a um questionário sobre sua empresa e indicar o tipo de investimento de que necessita, e o sistema enquadra os melhores programas de empréstimo disponíveis.

O evento contou com a presença de presidentes e diretores dos mais de 140 sindicatos patronais da capital e do interior filiados à FecomercioSP.