Negócios

09/01/2019

KidZania ganha o mundo com modelo inovador de experiência para crianças

Empresa mexicana descobriu como exportar conceito de minicidade e trazer empresas para dentro dos parques

KidZania ganha o mundo com modelo inovador de experiência para crianças

Abertura da unidade da KIdZania no Brasil foi motivada por similaridades comportamentais de brasileiros e mexicanos
(Arte/Tutu) 

Por Eduardo Vasconcelos

Sabendo das dificuldades tributárias e burocráticas, a KidZania ganhou experiência mundo afora antes de abrir seu parque infantil no Brasil. O conceito do negócio é simular, de maneira descontraída, atividades profissionais para crianças de 3 a 14 anos em um espaço que funciona como uma minicidade, inclusive com moeda própria. Em operação desde 2014, a instalação no Shopping Eldorado, zona oeste de São Paulo, foi a 18ª unidade da empresa no mundo – hoje, já são 26 parques em 20 países, com mais 11 minicidades em construção.

No parque, as crianças podem experimentar mais de 50 atividades e, ao mesmo tempo, devem gerenciar ao longo da visita o orçamento de 50 “kidZos”, moeda aceita em todas as unidades da KidZania no mundo.

Veja também
Conhecer cultura estrangeira favorece negócios fora do País
Registro internacional de marca valoriza exportação de bens e serviços
Feiras no exterior são ótimas oportunidades para internacionalização dos negócios

A CEO da empresa no Brasil, Miriam Uono, explica que a abertura do espaço na capital paulista foi motivada pelo comportamento “festivo” do brasileiro, que lembra a cultura do México, país de origem da empresa.

“Mexicanos e brasileiros compartilham de muitas similaridades nos aspectos culturais, o que minimizou algumas questões complicadas de operação no Brasil, como a complexidade de impostos. Havia confiança de que a equipe local entenderia facilmente o conceito do negócio”, conta Miriam.

De acordo com ela, como o produto de exportação da empresa se trata de uma experiência, e não de uma mercadoria, destacam-se dois desafios: trabalhar o conceito da marca para o público local e instalar a minicidade de 8,5 mil metros quadrados em um ambiente fechado.

Conheça outras casos de sucesso internacional
Grupo gastronômico uruguaio diversifica operações para expandir negócios no Brasil
Fabricante da Paçoquita revisa operações externas para se concentrar no Mercosul
Regulação e impostos são desafios para marca de cosméticos argentina operar no Brasil
Restaurante argentino de comida natural supera início difícil e planeja expansão no Brasil
Stefanini recorre à internacionalização para se manter no mercado

Para não depender apenas de bilheteria como fonte de receita, a KidZania aposta em parceria com diversas empresas, as quais têm suas marcas representadas nas respectivas atividades realizadas dento do parque.

“Esse aspecto foi um grande facilitador para que a KidZania acontecesse no Brasil. A aposta em entretenimento aqui ainda é vista com ressalvas. Há casos de bastante sucesso, e outros mais controversos”, ressalta Miriam.