Editorial

05/03/2018

Personagem de dona de casa conta a história da sua vida na comédia “Mercedez com Z”

Peça é resultado de intensa pesquisa e traz os atores Adriana Nunes e Similião Aurélio em diversos personagens

Personagem de dona de casa conta a história da sua vida na comédia “Mercedez com Z”

A conversa entre Mercedez e um locutor de rádio expõe de forma bem-humorada os diversos problemas enfrentados por ela
(Arte: TUTU)

Por Priscila Trindade

A dona de casa Mercedez decide contar sua história em um programa de rádio, e essas experiências podem ser vistas todas as quintas-feiras do mês de março no Teatro Raul Cortez, na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Na peça Mercedez com Z, a personagem liga em uma madrugada solitária para o locutor de rádio Wanderley Wandson. Estrelada e dirigida pela atriz Adriana Nunes, da Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo, a apresentação tem na música um importante instrumento para o desenvolvimento do enredo.

Veja também:
Comédia “Mercedez com Z” estreia no Teatro Raul Cortez
Famosos e fãs prestigiam Gianecchini e Tozzi na estreia do espetáculo “Os guardas do Taj” no Teatro Raul Cortez
“É difícil achar um texto que fale sobre a amizade entre dois homens”, diz diretor de “Os Guardas do Taj”

“A maioria das músicas é de cantoras, resultado de uma pesquisa que fiz na época em que estreei no Rio de Janeiro. Comprei CDs de pessoas que queriam mais ou menos o que eu estava contando na peça também”, lembra Adriana.

Victor Leal, também da Cia. Os Melhores do Mundo, escreveu o texto como um monólogo, mas em razão da riqueza das histórias, Adriana decidiu chamar o ator Similião Aurélio para dividir os palcos com ela e tornar o espetáculo mais dinâmico.

Na montagem, a atriz interpreta Mercedez e outras quatro mulheres, e seu companheiro de cena se divide em outros seis personagens. Apesar de as participações serem rápidas, todos os personagens da trama são resultado de intensa pesquisa.

“Cada um tem uma história que eu fui atrás porque, mesmo na comédia, a verdade tem de estar presente. Além disso, é um desafio fazer essas pessoas porque não tem troca de roupa. Estou em cena o tempo inteiro”, diz Adriana.

A peça, que entrou em cartaz em 2001, passou por uma reformulação 12 anos depois. Com a ajuda do Coletivo Irmãos Guimarães, projeto que se dedica à produção cultural, Adriana descobriu a obra da artista plástica pop japonesa Yayoi Kusama. Desde então, cenário e figurino passaram a ter como padrão bolas vermelhas e brancas.

A conversa entre Mercedez e o locutor de rádio Wanderley Wandson expõe de forma bem-humorada os diversos problemas enfrentados por ela. “Ela é uma dona de casa do subúrbio que passa por altos e baixos, tem problemas financeiros e amorosos, mas a vida dela dá uma reviravolta e, no fim, ela vai percebendo que o amor mais importante que ela tem é por ela mesma”, complementa Adriana.

Além de Mercedez com Z, permanece em cartaz no Teatro Raul Cortez, todas as sextas, os sábados e os domingos, a peça Os Guardas do Taj, protagonizada por Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi.

Informações
Apresentações: 8, 15, 22 e 29 de março (quintas-feiras), às 21 horas
Ingressos: Inteira, R$ 70; meia, R$ 35; e para doadores de 1 quilo de alimento não perecível, R$ 50
Teatro Raul Cortez – Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo (SP)