Editorial

03/04/2018

Por um País ético, FecomercioSP integra o movimento Sou Responsável

Sem vínculo partidário, iniciativa conclama cidadãos a assumir responsabilidades nas eleições deste ano

Por um País ético, FecomercioSP integra o movimento Sou Responsável

Iniciativa defende que cidadão cumpra com seus direitos e deveres para o desenvolvimento de um país ético
(Arte/Tutu)

Como forma de promover o combate à corrupção e estimular a ética, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) participa do movimento Sou Responsável. A iniciativa tem o objetivo de incentivar o protagonismo dos brasileiros neste ano eleitoral, sem se vincular a partidos políticos, candidatos e ideologias.

Composto por diversas entidades de classe, instituições e organizações da sociedade civil, o movimento defende que o cidadão seja protagonista das transformações sociais, exigindo direitos e cumprindo com seus deveres para o desenvolvimento de um país ético. A ação passa pela ideia de que assumir responsabilidades – em família, no ambiente de trabalho, na comunidade e consigo mesmo – é ser parte da solução.

Nas eleições de 2018, o Sou Responsável recomenda analisar a biografia dos candidatos e a viabilidade de suas propostas, e, após o pleito, acompanhar o desempenho dos eleitos, participando da construção de políticas públicas.

O movimento funciona de forma colaborativa entre seus participantes. O logotipo do grupo, por exemplo, passou por votação popular no site Catraca Livre e por um júri formado por cinco dos mais famosos publicitários do País: Washington Olivetto, Nizan Guanaes, Joana Monteiro, Bob Costa e Marcelo Serpa. Das 3,4 mil sugestões, a marca vencedora foi criada pelo designer Fábio Oliveira.

Histórico
O Sou Responsável tomou forma após um ato apartidário e inter-religioso realizado na Catedral da Sé, na capital paulista, em 9 de dezembro do ano passado, data em que é celebrado o Dia Internacional Contra a Corrupção. Na solenidade, organizada pela Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP) e pela Cúria Metropolitana de São Paulo, foi lançado o Manifesto pela Ética e Contra a Corrupção. O documento foi assinado por cerca de 80 entidades, inclusive a Federação.

Na ocasião, o presidente da FecomercioSP, Abram Szajman, comentou sobre a importação da iniciativa: “A FecomercioSP participou desse ato inter-religioso e social para demonstrar que cada vez mais estaremos empenhados em difundir que a corrupção atrapalha o desenvolvimento do Brasil, atrapalha o desenvolvimento da sociedade brasileira. A ética é um ato de bem, que faz com que a sociedade prospere”, disse Szajman.

Além de participar de iniciativas sociais, a FecomercioSP tem atuado para fomentar o pensamento crítico da sociedade por meio do UM BRASIL, plataforma multimídia que traz entrevistas, debates e documentários com acadêmicos e especialistas. Como parte de seu vasto conteúdo, há discussões sobre “pós-verdade” e fake news com a PhD em Ciência da Informação e professora da Universidade de Columbia, em Nova York, Alexis Wichowski; os incentivos à corrupção, com o PhD em Ciência Política e professor assistente da Columbia School of International and Public Affaris, Paul Lagunes; e o combate à corrupção no País, com o procurador da República e coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.