Índice da Atividade do Turismo

Setor de turismo deve crescer 2% em 2018

O setor de turismo no Brasil deve crescer 2% neste ano em relação ao ano passado, de acordo com o Índice de Atividade do Turismo (IAT), elaborado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). A expectativa é de que o indicador atinja 159 pontos, contra os 156 registrados em 2017.

O índice que mensura o nível de atividade econômica do turismo em âmbito nacional mostra uma leve recuperação do setor após a crise econômica que atingiu o País nos anos de 2015 e 2016. A pesquisa também revela que o melhor ano para o setor, a partir da série histórica iniciada em 2007, foi 2014, quando o Brasil sediou a Copa do Mundo.

Atualmente, o segmento de turismo é 56% maior do que o observado em 2007. Contudo, o setor ainda não se recuperou da recessão do biênio 2015 e 2016 e segue com pontuação abaixo da registrada em 2013, quando marcava 170 pontos.

Clique aqui e acesse a análise completa.

 

Sobre

A pesquisa mensura o nível de atividade econômica do turismo em âmbito nacional com base em estatísticas do transporte aéreo e das demais atividades características do setor. A série histórica tem como ponto de partida o ano de 2007. A FecomercioSP passou a divulgar o indicador mensalmente a partir de 2018.

Como é obtido

Os dados sobre transporte aéreo são provenientes da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), e os das demais atividades características do turismo (ACTs) são obtidos pela Pesquisa Anual de Serviços (PAS) e pela Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), ambas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As ACTs são: alojamento; alimentação; agência de viagens; transporte aéreo; transporte terrestre; transporte aquaviário; aluguel de transportes; cultura e lazer.

Utilidades

O IAT é um instrumento de mensuração de curto prazo do nível de atividade do turismo de abrangência nacional. O indicador veio para suprir a carência de informações consolidadas, periódicas e confiáveis de um setor de extrema relevância para a economia brasileira dada a sua grande capacidade de absorção de mão-de-obra, gerando emprego e renda, e estimulando a economia de diferentes cidades.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados