Pesquisa de Emprego e Salário na RMSP

Varejo encerra 2016 com 47.146 empregos formais a menos

O comércio varejista do Estado de São Paulo eliminou 5.133 empregos com carteira assinada em dezembro, resultado de 66.721 admissões e 71.854 desligamentos, revertendo o cenário observado no mês anterior, quando 15.772 vagas foram abertas. Com isso, o varejo encerrou 2016 com um estoque total de 2.082.883 trabalhadores, queda de 2,2% na comparação com o mesmo período de 2015. Apesar do desempenho negativo, ele foi mais ameno do que o registrado em dezembro do ano anterior, quando 12.181 postos de trabalho foram fechados. No acumulado do ano, foram extintos 47.146 empregos com carteira assinadas.

Segundo a FecomercioSP, para 2017, o cenário deve ser ainda muito difícil, pois o varejo não será capaz de recuperar as perdas de 2016, muito menos dos dois últimos anos. Para a Entidade, parece ser um ano no qual a redução de empregos formais do primeiro semestre deverá ser compensada pela geração nos últimos seis meses. Porém, este movimento só será possível se houver continuidade de queda da inflação, estancamento da evolução do endividamento e da inadimplência, além da continuidade de quedas nas taxas de juros. Tais expectativas são condicionantes diretas do poder de compra das famílias, do seu consumo e, por conseguinte, das receitas de vendas do próprio comércio varejista, de acordo com a Federação.

Para ter acesso à análise completa, clique aqui.

Sobre

A Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista de São Paulo (PESP), elaborada pela FecomercioSP com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged), abrange todo o Estado de São Paulo. Além dos dados estaduais, a metodologia traz informações mensais do emprego formal no comércio varejista das Delegacias Regionais Tributárias (DRTs) do Estado: Capital, Litoral, Taubaté, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, ABCD, Guarulhos, Osasco, Araraquara e Jundiaí.

Como é obtido

São utilizados os dados do Caged para que se calculem, com base nos códigos CNAE dos setores de varejo analisados, os dados de emprego, renda e rotatividade em cada setor. Esses dados são agrupados para gerar o resultado geral do Varejo.

Utilidades

Mensalmente é gerado o relatório contendo a evolução sobre o mercado de trabalho no comércio varejista nos seguintes segmentos: Lojas de Departamento, Lojas de Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos, Lojas de Móveis e Decorações, Lojas de Vestuário, Tecidos e Calçados, Supermercados, Farmácias e Perfumarias, Concessionárias de Veículos, Lojas de Autopeças e Acessórios, Lojas de Material de Construção, Outros Tipos de Comércio Varejista. Neste relatório são acompanhados o Nível de Emprego, a Contratação Líquida, a Taxa de Admissão, a Taxa de Demissão, a Rotatividade e a Massa de Rendimentos e Rendimentos Médios.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados