Pesquisa de Emprego no Setor de Atacado de São Paulo

PESP ATACADO

 

Atacado paulista abre mais de 5,8 mil postos de trabalho em um ano

Em novembro, o comércio atacadista no Estado de São Paulo abriu postos de trabalho pelo oitavo mês consecutivo. Foram criados 1.137 empregos com carteira assinada, resultado de 14.011 admissões e 12.874 desligamentos. Assim, encerrou o mês com um estoque ativo de 500.159 vínculos trabalhistas formais, crescimento de 1,2% em relação a novembro de 2016. O número total de empregados com carteira assinada do setor não ultrapassava a barreira dos 500 mil trabalhadores desde novembro de 2015. No acumulado de dezembro de 2016 a novembro de 2017, 5.836 vagas foram abertas.

Das dez atividades pesquisadas em novembro, sete apresentaram alta no estoque de empregos na comparação anual. Os destaques positivos ficaram por conta do atacado de alimentos e bebidas (2,1%) e produtos farmacêuticos e higiene pessoal (3,4%). A maior retração foi observada no setor de materiais de construção, madeira e ferramentas (-0,8%), que fechou 280 postos de trabalho.

Clique aqui para ter acesso à análise completa.

Sobre

A pesquisa analisa o nível de emprego do comércio atacadista do Estado de São Paulo, em 16 regiões e 12 ramos de atividade, por meio de dados primários do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). A FecomercioSP passou a acompanhar tais informações em fevereiro de 2016.

(K = 1.000 empregos)

Como é obtido

Os dados de emprego são provenientes do Caged por meio das informações declaradas pelas empresas do setor de atacado paulista.

Os dados são divididos em 10 atividades. São elas: alimentos e bebidas; produtos farmacêuticos e higiene pessoal; tecidos, vestuário e calçados; eletrônicos e equipamentos de uso pessoal; máquinas de uso comercial e industrial; materiais de construção, madeira e ferramentas; produtos químicos, metalúrgicos e agrícolas; papel, resíduos, sucatas e metais; energia e combustíveis; outras atividades.

As informações obtidas são segmentados nas 16 regiões delimitadas por Delegacias Regionais Tributárias (DTRs): Capital, Litoral, Taubaté, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, ABCD, Guarulhos, Osasco, Araraquara e Jundiaí.

Utilidades

É um panorama sobre o nível de emprego no setor do atacado no Estado de São Paulo. Os dados coletados são de âmbito estadual, regional e municipal, ou seja, podem gerar análises individualizadas.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados