Pesquisa de Emprego no Setor de Atacado de São Paulo

PESP ATACADO

Atacado elimina 7.474 empregos formais em 2016

Interrompendo a sequência de dois meses consecutivos de saldo positivo de empregos, o comércio atacadista do Estado de São Paulo eliminou, em dezembro, 2.381 postos de trabalhos, resultado de 9.894 admissões contra 12.275 desligamentos. Assim, o atacado paulista encerrou 2016 com 491.942 trabalhadores formais, recuo de 1,5% em relação ao registrado em dezembro de 2015. No acumulado de janeiro a dezembro, foi registrado saldo negativo de 7.474 empregos formais. Contudo, este cenário é um pouco melhor quando comparado a 2015, ano em que foram extintos 17.225 postos de trabalho com carteira assinada.

Importante observar que em 2016 houve geração de vagas nas atividades de bens essenciais ao consumo, isto é, atacado de alimentos, bebidas, produtos farmacêuticos e energia. Para 2017, a Entidade aposta em uma pausa nas grandes perdas de vagas no atacado. Tal realidade terá como dependência a recuperação do varejo, que devido à redução inflacionária, de juros e inclusive do próprio desemprego, poderá ter um segundo semestre mais positivo, impactando positivamente sobre o atacado paulista, seja em termos de vendas ou de mercado de trabalho formal.

Para ter acesso à análise completa, clique aqui.

Sobre

A pesquisa analisa o nível de emprego do comércio atacadista do Estado de São Paulo, em 16 regiões e 12 ramos de atividade, por meio de dados primários do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). A FecomercioSP passou a acompanhar tais informações em fevereiro de 2016.

(K = 1.000 empregos)

Como é obtido

Os dados de emprego são provenientes do Caged por meio das informações declaradas pelas empresas do setor de atacado paulista.

Os dados são divididos em 10 atividades. São elas: alimentos e bebidas; produtos farmacêuticos e higiene pessoal; tecidos, vestuário e calçados; eletrônicos e equipamentos de uso pessoal; máquinas de uso comercial e industrial; materiais de construção, madeira e ferramentas; produtos químicos, metalúrgicos e agrícolas; papel, resíduos, sucatas e metais; energia e combustíveis; outras atividades.

As informações obtidas são segmentados nas 16 regiões delimitadas por Delegacias Regionais Tributárias (DTRs): Capital, Litoral, Taubaté, Sorocaba, Campinas, Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília, ABCD, Guarulhos, Osasco, Araraquara e Jundiaí.

Utilidades

É um panorama sobre o nível de emprego no setor do atacado no Estado de São Paulo. Os dados coletados são de âmbito estadual, regional e municipal, ou seja, podem gerar análises individualizadas.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados