Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento

Intenção de financiamento sobe 26% em agosto

Após ter atingido patamar mínimo histórico em julho, o Índice de Intenção de Financiamento das famílias paulistanas subiu 26% em agosto, passando dos 14 pontos em julho para 17,6 pontos no mês atual, e 15,4% superior na comparação com o mesmo mês de 2016, quando o indicador alcançou 15,3 pontos. Os indicadores positivos da economia brasileira divulgados recentemente, como emprego, inflação baixa, retomada da produção industrial, vendas de automóveis, melhora na balança comercial e na produção agrícola, entre outros, podem ter contribuído para essa alta.

Para a FecomercioSP, os sinais de que a economia começa a voltar ao normal no Brasil estão se confirmando, depois de quase três anos de recessão e inflação, a pior combinação possível. As famílias temem, porém, além da fragilidade dessa recuperação, os efeitos da nova crise política, que envolve os principais partidos e personagens do Brasil. Segundo a Entidade, havia evidente risco do ambiente conturbado na política contaminar o cenário econômico, mas ele está se mostrando surpreendentemente descolado do mau humor político.

Para ter acesso à análise completa, clique aqui.

Sobre

A Pesquisa de Risco e Intenção de Endividamento identifica a evolução do grau de endividamento das famílias e a cobertura eventual de dívidas com base na existência de poupança familiar. A pesquisa também acompanha a proporção de existência de poupança familiar de acordo com a condição das famílias, se estão endividadas ou não.

Como é obtido

Os dados são coletados em 2.200 entrevistas mensais, na capital paulista. Cada questionário tem seis questões relativas ao grau de endividamento familiar, à propensão em abrir crediário no prazo de até três meses, na existência e tipo de poupança/aplicação financeira de cada família.

Utilidades

Acompanhar a evolução da propensão à tomada de crédito e o risco inerente às operações devido à existência ou não de cobertura familiar para esse endividamento com base na poupança prévia de endividados e não endividados.

Análise de Índice

De:

Até:

Selecione ao menos uma das Segmentações para visualização

Conteúdos relacionados