São Paulo Qual é a sua?

Ceagesp do campo para as mesas de todo o Brasil

X
Play Video

CEAGESP:
Uma cultura que atravessa gerações.

Conheça também os números da
economia de SP.

 
Play Video

O mundo das frutas, verduras e flores do maior entreposto da América Latina movimenta o comércio de perecíveis há quase 50 anos
Atividade começou no Mercado da Cantareira e seguiu para a Praça Charles Miller até chegar ao local atual, na época um pântano, na Vila Leopoldina

Criada em 1969, a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) é o maior entreposto da América Latina e o terceiro do mundo, atrás apenas dos de Paris e Nova York. A venda de frutas, verduras, legumes, temperos, ovos, peixes, flores e muitos outros perecíveis começou no Mercado da Cantareira, seguiu para a Praça Charles Miller e, há quase 50 anos, foi transferida para o local atual, até então um pântano, na Vila Leopoldina. Em 1977, após uma ampliação, a Ceagesp chegou a vender 6,2 mil toneladas de produtos em um só dia, superando até o centro de Paris.

Comerciantes dão continuidade à atividade de pais ou avós, estão sempre se renovando e não conseguem imaginar suas vidas fora da Ceagesp
Local costuma reunir famílias inteiras há três gerações no comércio de perecíveis

Vendedores de cenouras há três gerações, um comerciante de frutas exóticas há 35 anos, uma família que comercializa coco há 17 anos, um comerciante que começou a vender batatas no local em 1984 e, hoje, emprega perto de 50 funcionários são alguns dos exemplos de profissionais que falam, emocionados, do seu trabalho na Ceagesp. Além deles, também há um feirante que há 28 anos dá continuidade ao negócio dos avós e atualmente trabalha com mais de 200 itens de folhas e produtos orientais e um carregador que trabalha na Companhia desde 1980. Todos eles repetem que não imaginam suas vidas fora de lá e citam a importância da atualização constante e da procura por novidades para seguirem competitivos.

Produtos fresquinhos e variedade fisgam compradores de todo o Brasil
Comerciantes e consumidores finais somam mais de 50 mil pessoas todos os dias na Ceagesp

Circulam diariamente pela Ceagesp cerca de 50 mil pessoas vindas de todo o País. Os principais compradores são feirantes, supermercados, peixarias, frutarias, quitandas, restaurantes, sacolões, grandes distribuidoras que fornecem para cozinhas industriais, além de consumidores finais, todos seduzidos por produtos fresquinhos e variados. Nos chamados varejões, são oferecidos para o consumidor final frutas, legumes, verduras, pescado, ovos, aves, cereais e outros produtos típicos das feiras livres, como pastéis, salgados, pães, bolos e lanches.

A Ceagesp em números
Cerca de 12 mil caminhões e 50 mil pessoas circulam por dia no local

Os números que envolvem a Ceagesp são astronômicos. Somente os varejões, realizados três vezes por semana, movimentam mais de 250 toneladas de produtos todos os meses. A Feira de Flores – a maior do gênero no País – reúne mil produtores e comercializa semanalmente cerca de 900 mil toneladas de flores e plantas. A Ceagesp também tem a segunda maior feira atacadista de pescado da América Latina: em um pátio de 27 mil metros quadrados, são comercializadas 200 toneladas de peixes de 97 espécies por dia. Ao todo, são 12 mil caminhões e 50 mil pessoas diariamente no local.

Conheça também os números da
economia de SP.

 

Galeria Imagens

Imagens