Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

28/06/2021

Turismo deve intensificar comunicação de protocolos de higiene e saúde para elevar confiança do turista

Especialistas afirmam em reunião do Conselho de Turismo que a divulgação é a melhor estratégia para empresas se aproximarem das pessoas ainda resistentes em viajar

Ajustar texto: A+A-

Turismo deve intensificar comunicação de protocolos de higiene e saúde para elevar confiança do turista

É necessário zelar pelos protocolos sanitários porque o turismo vai ter que trabalhar com eles por mais tempo
(Arte: TUTU)

O avanço nos protocolos de higiene e segurança em conjunto com a comunicação dessas ações por parte das empresas do setor de turismo são medidas que podem passar mais confiança ao turista brasileiro. Essas são algumas estratégias essenciais, segundo especialistas do setor, para fazer com que viagens e outros produtos turísticos estejam no planejamento das pessoas enquanto o processo de imunização está em andamento no Brasil.

“Existem oportunidades para atrair quem ainda não viajou e disputar aqueles que já estão viajando, mas, para isso, devemos ir além dos protocolos básicos (como aparelho de aferição de temperatura, uso do selo de turismo responsável no estabelecimento, e disponibilização de álcool em gel", explica Ricardo Freire, fundador do site Viaje Na Viagem (viajenaviagem.com), em reunião do Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), realizada na última quinta-feira (24).

Leia mais sobre o setor
Nova lei em vigor prorroga até o fim do ano as regras de reembolso e remarcação de voos
Eventos-teste em São Paulo serão fundamentais para retomada do setor, avalia FecomercioSP
Pronampe permanente vai auxiliar na recuperação de pequenas empresas

Freire defende a importância de divulgar aos possíveis clientes sobre a adoção de outras medidas ainda mais efetivas para proporcionar a segurança dos turistas nas viagens, como uso de máscaras mais eficientes (PFF2), ventilação adequada nos ambientes – fator chave no controle da disseminação do vírus –, informar as datas em que os pontos turísticos costumam ficar livres de aglomeração (como de segunda à quinta-feira, por exemplo), além de propor experiências privativas. “A ideia de que as duas doses da vacina acabarão com a pandemia de covid-19 é uma ilusão. O turismo vai ter que trabalhar com os protocolos por mais tempo”, afirma.

Mariana Aldrigui, presidente do Conselho, também ressalta a necessidade de zelar pelos protocolos sanitários. “Estimular o uso de máscaras por parte dos empregados em todos os ambientes e a todo momento, mostrando nas redes sociais e no site da empresa fotos de turistas com máscaras também servem para deixar claro que todos seguem as ações de segurança”, diz ela.

Guilherme Dietze, assessor técnico da FecomercioSP, sugere aos empresários treinamentos e revisitação constante dos protocolos com as equipes e enfatiza a urgente comunicação ao turista sobre a aplicação dos protocolos em pequenos processos rotineiros. “O manobrista deve informar da higienização feita no carro na hora de devolver o automóvel ao dono, por exemplo, assim como a pessoa que pega as malas dos viajantes”, comenta. Os especialistas reforçam que, a comunicação desses pequenos cuidados se faz essencial para garantir ao turista a sinalização de respeito aos protocolos sanitários em todo o atendimento.

Expectativas para o segundo semestre

As orientações apontadas se fazem necessárias diante de indicativos aos empresários apresentados a partir dos resultados da última pesquisa feita pelo portal Viaje Na Viagem (viajenaviagem.com) sobre as expectativas dos turistas e as perspectivas de consumo.

O levantamento detectou que 78% dos quase 3 mil entrevistados têm intenção de viajar ainda neste ano, contra 22% que preferem não se deslocar para outros destinos. Dos interessados em viajar, 26% pretendem fazer isso em julho; 58% de agosto a novembro; 16% em dezembro.

A alta expectativa para o segundo semestre consiste no avanço da vacinação, no controle da pandemia e na emenda de feriados.

Esta é a segunda edição da pesquisa “Como Voltaremos a Viajar”, desenvolvida pelo Viaje na Viagem, que na publicação anterior, em 2020, apresentou cinco perfis de turistas durante a pandemia.

Material de apoio

Com o objetivo de auxiliar o setor, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) elaborou o e-book Dicas práticas para a retomada do turismo brasileiro, trazendo direcionamentos básicos e orientações por segmento para facilitar a vida do empresário. O material também fala da importância do turista para o cumprimento de algumas ações e aponta quais informações devem ser divulgadas aos visitantes em locais de fácil visualização.

O material, desenvolvido pelo Conselho de Turismo da Federação, é gratuito e pode ser acessado após breve cadastro aqui.