Negócios

20/08/2019

FecomercioSP e empresas do varejo discutem prioridades das negociações coletivas

Encontro foi realizado pelo Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Entidade

FecomercioSP e empresas do varejo discutem prioridades das negociações coletivas

Empresas também sinalizaram a urgência de facilitar a abertura dos estabelecimentos comerciais aos domingos e feriados
(Foto: Reprodução)

Com o objetivo de apresentar as principais dificuldades encontradas hoje nas relações de trabalho e no ambiente de negócios, bem como sugerir pleitos prioritários para as negociações coletivas, grandes empresas do varejo participaram, na última quinta-feira (15), de um encontro realizado pelo Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O vice-presidente da FecomercioSP, Ivo Dall’Acqua Junior, também fez parte da reunião.

Estiveram presentes representantes da área sindical das companhias Decathlon, Via Varejo, C&A, Riachuelo, Magazine Luiza, Fast Shop e Tok & Stok, além da Associação Paulista de Supermercados (Apas).

Veja também:
Flexibilidade e produtividade: como o trabalho intermitente se tornou um trunfo para o mercado
Permissão para funcionar aos domingos e feriados dá autonomia a empresários

Na ocasião, o presidente do conselho, José Pastore, destacou as oportunidades oriundas da Reforma Trabalhista e da iminente aprovação da Medida Provisória n.º 881, de 2019, que institui a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica. “Nenhuma das medidas têm efeito do dia para a noite, mas podem redundar em benefícios para as empresas e os trabalhadores”, destacou.

Exemplo de flexibilização trazida pelas recentes mudanças na legislação trabalhista e a possibilidade de implementação de jornadas diferenciadas foram discutidas. 

“Temos o desafio de implantar novas jornadas laborais, como o trabalho intermitente”, afirmou a gerente de relações sindicais da Via Varejo, Márcia Ingui.

Em sua fala, Pastore ressaltou que, hoje, uma das travas para essa implantação por parte das empresas reside na necessidade de regulamentação do tema, para oferecer maior segurança jurídica na contratação.

frame_cert2Consenso da reunião foi a importância que as próximas Convenções Coletivas de Trabalho assinadas se tornem mais eficientes
(Foto: Reprodução)

As empresas também sinalizaram a urgência de facilitar a abertura dos estabelecimentos comerciais aos domingos e feriados, além de desonerar esse custo em algumas localidades. “Além da dificuldade de abrir aos domingos e feriados, custa muito caro”, ressaltou o coordenador de relações sindicais da Riachuelo, Elionardo Rodrigues.

O consenso da reunião foi a importância do papel da FecomercioSP na condução e direcionamento dos trabalhos junto aos sindicatos para as próximas Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs) se tornarem mais eficientes, priorizando aspectos que não estão legalmente estabelecidos. Um próximo encontro está marcado entre as empresas e a diretoria do Conselho de Comércio Varejista da Federação para o dia 22 de agosto.

A expectativa é de que, com o diálogo estabelecido, o processo negocial possa ser aprimorado, com focos na redução da burocracia para as companhias e diminuição dos entraves para o desenvolvimento dos negócios no Estado de São Paulo. 

Faça parte!

Para conhecer as atividades do Conselho de Emprego e Relações do Trabalho, fale conosco pelo e-mail ri@fecomercio.com.br

Se você ainda não é associado, clique aqui e conheça as vantagens.