.

Tem certeza que deseja excluir o projeto
?

Essa ação não poderá ser desfeita.

O CEP não foi encontrado.

O CPF já está cadastrado no sistema.

ou .

O e-mail já está cadastrado no sistema.

ou .

O e-mail já está cadastrado no sistema.

O CPF já está inscrito em três projetos diferentes e não pode ser cadastrado novamente.

Senha incorreta.

Dados atualizados com sucesso.

Notícias

Notícias

23/09/2009

Comércio solidário rende premiação ao Projeto Terra

Microempresa é uma das vencedoras do 1º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade

Comércio solidário rende premiação ao Projeto Terra

Empresa ganhou não apenas financeiramente, mas também no estabelecimento de uma marca forte e reconhecida 
(Arte/TUTU)

O Projeto Terra foi criado em São Paulo em 2002 com o objetivo de “ser prateleira” para produtos feitos de forma socialmente justa, economicamente viável e ecologicamente correta. Deste modo, todos os produtos que a empresa revende são feitos por ONGs, entidades filantrópicas, comunidades carentes, grupos de socialmente excluídos e por pessoas ou empresas que utilizam materiais reciclados e madeiras redescobertas ou com selo do FSC (“selo verde”).

O desenvolvimento do conceito “Comércio Solidário”, motivo da indicação ao 1º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, partiu da percepção de que este é um dos caminhos para melhorar a sociedade em que vivemos. A possibilidade de garantir a geração de renda em comunidades excluídas do mercado formal de trabalho – muitas delas nas periferias das grandes cidades – é uma forma de adotar papel ativo neste processo.

O investimento para o desenvolvimento dos conceitos, implantação da marca, desenvolvimento da programação visual, aquisição e construção da loja-piloto, compra de estoques, aplicação em capital de giro, prospecção e desenvolvimento de produtos, entre outros custos, foi de aproximadamente um milhão de reais. Hoje, a empresa já fatura cerca de R$ 143 mil por ano.

Após poucos anos de história, a empresa, apesar de todos os conselhos que recebeu contrários ao estabelecimento de um empreendimento que dependesse quase que em sua totalidade de produtos “verdes” e trabalhos realizados em comunidades (fator de risco que poderia torná-lo inviável nos moldes propostos), consegue garantir sustentavelmente proveitos a essas mesmas comunidades.

A empresa ganhou não apenas financeiramente, mas também no estabelecimento de uma marca forte e reconhecida pelo público consumidor, pela imprensa especializada e pelo desenvolvimento de parcerias fortes e saudáveis com os fornecedores.

As atitudes ousadas e inovadoras do Projeto Terra em defesa do meio ambiente vêm garantindo à empresa muitos louros. Alguns deles: Prêmio Planeta Casa – edição 2003, concedido pela Editora Abril em reconhecimento ao conjunto das ações sociais e ecológicas adotados; idem para o 1º Prêmio de Responsabilidade Social no Varejo – edição 2003, pela Fundação Getúlio Vargas; além de inúmeras matérias em jornais e revistas.