.

Tem certeza que deseja excluir o projeto
?

Essa ação não poderá ser desfeita.

O CEP não foi encontrado.

O CPF já está cadastrado no sistema.

ou .

O e-mail já está cadastrado no sistema.

ou .

O e-mail já está cadastrado no sistema.

O CPF já está inscrito em três projetos diferentes e não pode ser cadastrado novamente.

Senha incorreta.

Dados atualizados com sucesso.

Notícias

Notícias

03/05/2018

Sucesso do 6º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade mostra que há uma conscientização crescente da sociedade, diz José Goldemberg

Sexta edição da premiação teve centenas de projetos inscritos de todas as regiões do País

Sucesso do 6º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade mostra que há uma conscientização crescente da sociedade, diz José Goldemberg

Processo do desenvolvimento sustentável precisa do envolvimento da comunidade como um todo, disse presidente do Conselho de Sustentabilidade da Entidade
(Foto: Rubens Chiri)

Os vencedores da sexta edição do Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade foram anunciados nesta quinta-feira, 3, durante a cerimônia de premiação na sede da Entidade, na capital paulista.

Organizado pelo Conselho de Sustentabilidade da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), a iniciativa selecionou projetos nas categorias Empresa, Entidade Empresarial, Indústria, Órgão Público, Academia e Jornalismo.

Veja também:
Conheça os ganhadores do 6º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade

A medida, segundo ressaltou o presidente do Conselho de Sustentabilidade da Entidade, José Goldemberg, estimula a prática de ações de algum dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU).

“A necessidade de levantar medidas para implantar o desenvolvimento sustentável no mundo não pode ser deixada apenas nas mãos de organizações internacionais e de governos, mas precisa ser o processo por meio do qual a comunidade se envolva. Comunidade são os industriais, comerciantes e as pessoas que habitam esses lugares”, diz.

mesa2Cerimônia de premiação debateu sustentabilidade no País e valorizou programas que contemplam objetivos da ODS
(Foto: Rubens Chiri)                                                                                                                                               

Goldemberg avalia a importância do prêmio pela ampla participação dos inscritos, que teve centenas de projetos concorrendo nesta edição. “O sucesso da premiação mostra que há uma conscientização crescente da sociedade por meio de prefeituras, de empresas e de organizações ambientais religiosas, de pessoas, acadêmicos e jornalistas, nesse processo”, afirmou.

O crescente debate sobre problemas ambientais é um dos motivos que colocam o Brasil no papel de destaque dentro da ONU Meio Ambiente no Brasil, tanto que abriga um dos cinco escritórios que o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) tem no mundo.

“O Brasil representa um país muito importante dentro da ONU Meio Ambiente por todas as oportunidades que temos”, conta a representante da organização, Denise Hamú.

Denise diz que enxerga um avanço no debate ambiental porque cada vez mais as pessoas buscam por atitudes sustentáveis, por meio de suas escolhas, além da crescente agenda sobre sustentabilidade.

“Percebemos o grande envolvimento nas últimas décadas na discussão sobre mudanças climáticas e limites de crescimento, sobre as questões da qualidade do ar, o que nos faz levar a crer que temos a consciência que todos vivemos em uma grande comunidade”, diz.

Os ODS foram lançados em 2015, em Nova York, e adotados por 194 países. A agenda, com 169 metas, deve ser trabalhada juntamente com governos, sociedade civil e outros parceiros. São metas que pretendem melhorar a vida das sociedades e do meio ambiente.

“É importante ver a evolução do pensamento e perceber que os ODS e a agenda 2030 não podem deixar ninguém para trás. Os ODS são um conjunto de compromissos universais. Todo mundo tem que se sentir participante porque há algo para qualquer pessoa dentro dos ODS. Além de ser universal se baseia em cinco “Ps”: pessoas, prosperidade, paz, planeta e parcerias”, enfatiza.

Esses ideais, segundo o diretor da GD Solar e Fundador da Abrinq e Fundação Abrinq,Emerson Kapaz, fizeram parte da criação da entidade, momento em que os empresários do setor demonstraram preocupação com os problemas sociais. “Não fazia sentido ter sucesso se não tínhamos uma sociedade minimamente sustentável”, conclui.

A cerimônia contou ainda com a presença da jornalista especializada em jornalismo ambiental Paulina Chamorro.

Clique aqui e confira a galeria de imagens do evento de premiação.