Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

07/07/2015

Custo para implantação de e-commerce vai de R$ 7 mil a R$ 500 mil

Oscilação do dólar e publicidade são fatores que elevam os valores de investimento

Ajustar texto: A+A-

Custo para implantação de e-commerce vai de R$ 7 mil a R$ 500 mil

Por Deisy de Assis

A velocidade com que o comércio eletrônico cresce é um atrativo aos empreendedores. Pequenas, médias e grandes empresas veem nele uma oportunidade de negócio lucrativo. Mas o sucesso nas vendas depende do tipo de e-commerce a ser aberto e, de acordo com profissionais do mercado, o custo de implantação pode variar de R$ 7 mil até R$ 500 mil.

Existem diferentes soluções para a criação de um comércio eletrônico, de acordo com a consultora Nathália Petenussi, diretora da E-nova marketing online. Para pequenas empresas, segundo  Nathália, a implementação e licença de uso demandam algo em torno dos R$ 7 mil.

“E para manter o e-commerce, essas pequenas empresas têm custo médio mensal de R$ 300, com uso de plataformas que dão mais liberdade, por exemplo, para interação entre sistemas”, argumenta. No entanto, esses valores não incluem um item imprescindível para que um e-commerce dê certo: a publicidade.

Segundo o professor da Universidade Anhembi Morumbi, Ricardo Mello, especialista em estratégias empresariais, o investimento em ações de marketing não só são importantes, como demanda mais custos do que a implantação de um comércio eletrônico.

“O investimento em publicidade, somado aos custos para implantação e funcionamento, pode chegar a R$ 40 mil para uma pequena empresa”, diz Mello, que considera, nesse montante, o estoque, logística e recursos humanos.

Estoque amplo e recursos humanos aumentam custos de médias empresas

No caso das médias empresas, Nathália argumenta que há mais custos pelo volume maior de produtos. “Nesse caso, os planos mensais são de R$ 1,5 mil, em média, com implementação de, no mínimo, R$ 20 mil”, menciona a consultora.

Segundo Mello, a necessidade de estoque maior e de mais funcionários para manter o e-commerce em funcionamento 24h sem falhas costuma aumentar esse custo. “Assim, a média empresa pode ter que investir até R$ 150 mil em implementação e R$ 100 mensais para manter o negócio.”

E-commerce de grandes empresas exige plataformas próprias

As grandes empresas, em especial as redes, normalmente precisam investir em plataformas personalizadas para seus comércios eletrônicos, dada a dimensão do número de produtos e de transações.

Essa necessidade resulta em investimentos bem mais altos. “A implementação certamente ultrapassa os R$ 500 mil e esse também é o valor que deve ser aplicado mensalmente para que o e-commerce opere”, explica Mello.

O especialista argumenta que a maior parte desse valor é direcionada ao pagamento de profissionais especializados em tecnologia, que garantem o funcionamento do sistema sem falhas.

“É importante ressaltar que essas estimativas oscilam conforme a cotação do dólar (já que a maior parte da tecnologia é importada) e, justamente pela instabilidade da moeda, é difícil menciona valores”, diz o professor.