Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

18/03/2020

Fechamento de shoppings requer medidas para amenizar impactos econômicos

A FecomericoSP reuniu uma série de pleitos dos setores de comércio e serviços, que foram entregues ao Governo do Estado

Ajustar texto: A+A-

O anúncio do governador, João Dória, feito hoje (18) traz a informação acerca do fechamento de Shoppings Centers a partir do dia 23 de março, no intuito de evitar aglomerações tanto na Capital como na Região Metropolitana de São Paulo. Deverão retomar às atividades, a priori, no dia 30 de abril. A mesma orientação se estende às academias.

A FecomericoSP entende que essa é uma questão de saúde, porém, existem impactos econômicos decorrentes da medida, que deixa lacunas, por exemplo, quanto aos custos fixos das empresas (contas de agua, luz, aluguel, condomínio, contratos de fornecimentos futuros, funcionários, etc). Nesse sentido, a Instituição preparou um conjunto de pleitos, entregues ao Governo do Estado, que solicitam ações urgentes em prol da preservação da atividade econômica empresarial.

Dentre os pleitos defendidos, as condições especiais para obtenção de crédito para o Banco do Povo e DesenvolveSP foram parcialmente atendidos, com a liberação de linhas de crédito já anunciadas e condições especiais voltadas às necessidades das empresas dos setores do comércio, serviços e turismo.

Outros pleitos como: ampliação do prazo de pagamento do ICMS nos próximos seis meses, considerando os meses de março, abril, maio, junho, julho e agosto; isso inclui, inclusive, o ICMS devido pelas empresas optantes pelo Simples Nacional, também fizeram parte do pacote enviado ao Governador, bem como a antecipação do pagamento do décimo terceiro salário dos aposentados estaduais; isenção ou redução temporária do pagamento de pedágios para os veículos que transportem mercadorias, visando garantir logística e distribuição; alteração dos horários de circulação de veículos de entrega de produtos na capital.