Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Imprensa

16/11/2021

FecomercioSP apoia iniciativa para promover a equidade racial em empresas

Projeto inédito traz diretrizes e orientações para que empresas possam incorporar o combate à desigualdade racial à agenda ESG

Ajustar texto: A+A-

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) apoia o Pacto de Promoção de Equidade Racial, iniciativa inédita que busca implementar o Protocolo ESG Racial no Brasil. O objetivo é incentivar a adoção, por empresas e investidores institucionais, de ações afirmativas, bem como a realização de investimentos sociais voltados à melhoria da qualidade da educação pública e à formação de profissionais negros. Além de trazer o tema para o debate econômico, colocando o setor privado no centro das discussões, o pacto adota mecanismos próprios de mensuração da diversidade, ao estabelecer o Índice ESG de Equidade Racial (IEER), um passo fundamental para avançar no combate a esta desigualdade no País.

"O índice é um instrumento muito importante – no jargão do mercado financeiro –, é um benchmark, que as empresas vão usar para se alinhar e ver o quão aderente ou não elas estão aos critérios", pontuou o Coordenador do Comitê ESG da FecomercioSP, Luiz Maia, durante o lançamento dos apoiadores institucionais. A FecomercioSP anunciou formalmente este apoio, ao lado da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em evento realizado no dia 9 de novembro, promovido pela B3. A iniciativa é gerida pela Associação de Promoção da Equidade Racial (entidade privada e sem fins lucrativos).

As empresas interessadas em aderir ao projeto devem assinar um termo de parceria com a Associação de Promoção da Equidade Racial, de forma voluntária e sem custos. Elas também precisam calcular o seu IEER, além de investir e implementar ações afirmativas. A divulgação do IEER é opcional, entretanto, após 18 meses da adesão, passa a ser obrigatória (ou, alternativamente, a empresa pode optar por se retirar do pacto). A FecomercioSP irá incentivar e orientar os setores representados, por meio de seus conselhos e comitês para que façam a adesão e se comprometam com as métricas do pacto.

Diretrizes e orientações

O Protocolo ESG Racial propõe que as empresas incorporem o combate à desigualdade racial às suas ações, como já acontece mais comumente, por exemplo, com as questões ambientais.

Desta forma, tanto esses negócios como seus investidores se tornam parte fundamental da promoção do avanço da equidade de negros no mercado de trabalho, em cargos de gestão e de liderança. Um movimento alinhado às expectativas da sociedade, que, cada vez mais, cobra um posicionamento combativo ao preconceito racial e ações de impacto na comunidade nas quais estes agentes estão inseridos.

Agora, as empresas contarão com diretrizes e orientações para implementar uma política de equidade racial coerente, segura e objetiva, que mensura de forma transparente e clara, pondera cargos e salários e compara com a população negra da região de atuação. O projeto, planejado durante um ano por um grupo formado por mais de 140 pessoas, considera a relação direta entre sustentabilidade e rentabilidade, trazendo à tona que a equidade racial também é um diferencial competitivo.

Atuação da FecomercioSP

Por meio do Comitê ESG, órgão vinculado ao Conselho de Sustentabilidade (CS) da FecomercioSP, a Entidade empresarial tem buscado incorporar a agenda ESG no desenvolvimento sustentável das empresas, bem como produzir conhecimento e métricas e tangibilizar medidas para todos os portes de negócios. A Federação representa 136 sindicatos, mais de 2 milhões de empresas, 10 milhões de empregados, 30% do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de São Paulo e 10% do PIB do País.

"O grande desafio são 85% dos 2 milhões de empresas, que são pequenas e médias, com cerca de cinco a seis funcionários. Então, aqui, nós temos um desafio muito grande para levar para este universo enorme de participantes da FecomercioSP, por meio dos sindicatos, também esta discussão da igualdade racial", comentou, durante o evento, Luiz Maia, ao falar sobre o apoio da FecomercioSP.

O Pacto de Promoção de Equidade Racial foi elaborado por representantes da comunidade negra, especialistas financeiros e em ESG, acadêmicos, professores, advogados, econometristas, pesquisadores, empresários, profissionais do terceiro setor e líderes de ONGs e entidades.