Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

05/04/2016

FecomercioSP firma acordo de cooperação com Câmara do Comércio de Mônaco

Memorando foi assinado nesta segunda-feira (04) e a ocasião contou com a presença do príncipe de Mônaco, Albert II, e do chairman do Monaco Economic Board, Michel Dotta, entre outros convidados ilustres

Ajustar texto: A+A-

FecomercioSP firma acordo de cooperação com Câmara do Comércio de Mônaco

Michel Dotta, Rubens Medrano e príncipe Albert II participam da assinatura do acordo de cooperação
(Foto: Débora Klempous)

A FecomercioSP e a Câmara de Comércio de Mônaco (Monaco Chamber of Commerce) firmaram acordo de cooperação entre as entidades. Além da parceria – legitimada pelo vice-presidente da Federação, Rubens Medrano, e o chairman do Monaco Economic Board, Michel Dotta – as entidades promoveram nesta segunda-feira, 4 de abril, encontros bilaterais e de networking com o objetivo de reunir empreendedores brasileiros e monegascos. 

A assinatura do acordo contou com a presença do príncipe de Mônaco, Albert II, que está acompanhando a missão empresarial do principado em visita ao Brasil entre os dias 3 e 6 de abril. 

Para Rubens Medrano, vice-presidente da FecomercioSP, acordos comerciais como esse são importantes para o Brasil neste momento de recessão econômica: “Uma das possibilidades de resolvermos esse problema é abrindo novas fronteiras no comércio internacional. Esse tipo de acordo é muito importante e oportuno, uma vez que dará oportunidade aos micro e pequenos empresários brasileiros de terem uma porta na Europa, através da qual poderão se desenvolver e procurar novos negócios.” 

Arnoldo Wald Filho, cônsul de Mônaco no Brasil, reforça que o acordo proporcionará aos empresários brasileiros do comércio uma porta de entrada para realizar negócios não só em Mônaco, mas também em outros países europeus. Segundo ele, o momento delicado pelo qual passa a economia brasileira é transitório e o País representa um grande território com potencial para diversos negócios. 

“Esse momento delicado [da economia brasileira] efetivamente gera oportunidades e é provisório. É um país enorme, autossuficiente, com grandes riquezas e grande potencial humano. Acreditamos que esse momento ruim faz parte do ciclo social, político e econômico, mas que com certeza não vai se eternizar”, comentou o cônsul. 

Missão econômica

Promovida pelo Monaco Economic Board (MEB) e sua agência Monaco Chamber of Commerce, a missão econômica é composta por 40 representantes de cerca de 25 empresas e instituições de Mônaco. 

Entre os setores com potencial para negociações estão turismo, imobiliário, arquitetura e design, engenharia financeira e jurídica, seguros, tecnologia da informação e comunicação, negócios internacionais, logística e meio-ambiente. 

“Estamos aqui para explicar o que é Mônaco, conhecido no mundo geralmente pela Fórmula 1 ou pelo futebol, mas poucos conhecem os negócios feitos em Mônaco”, observou Michel Dotta. 

Mônaco possui um PIB per capita dentre os mais altos do mundo. Em 2014 alcançava R$ 271.500. Nos últimos cinco anos, registrou taxa média de crescimento de 5%.