Sustentabilidade

13/08/2019

FecomercioSP repete campanha de logística reversa na Conferência de Produção Mais Limpa

Entidade também enviará ao poder legislativo ofício com ressalvas ao projeto de lei sobre logística reversa no município

FecomercioSP repete campanha de logística reversa na Conferência de Produção Mais Limpa

Campanha coletou no ano anterior aproximadamente 700 quilos de produtos
(Arte: TUTU)

O descarte correto de pilhas, baterias portáteis e eletroeletrônicos é um dos pilares do sistema de logística reversa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Por isso, a Entidade e a Gestora para Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos – Green Eletron – estarão novamente com um ponto de coleta desses materiais na Conferência de Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas. A 18ª edição do evento será realizada no dia 23 de agosto, das 8h30 às 16h, na Câmara Municipal de São Paulo, na capital paulista. 

O coletor para produtos pós-consumo tem o objetivo de conscientizar os participantes da Conferência de Produção Mais Limpa, já que esses resíduos não podem ser deixados no lixo comum e a responsabilidade do descarte é dividida entre toda a sociedade e a cadeia produtiva (consumidores, comerciantes, distribuidores, fabricantes e importadores).

Veja também:
Cadastro no sistema de controle de resíduos é obrigatório para todas as empresas; saiba como fazer
FecomercioSP apresenta propostas à Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente sobre proibição de canudos plásticos
Energia fica mais cara em São Paulo; veja se compensa aderir à tarifa branca para reduzir a conta da sua empresa

Poderão ser descartados no evento pilhas, baterias portáteis, aparelhos de telefone, celulares, videogames, câmeras de foto e vídeo, impressoras, desktops, laptops, tablets, notepads, e-readers, eletroportáteis (secadores de cabelo, chapinhas, etc.) e similares. No entanto, não poderão ser descartados lâmpadas e eletroeletrônicos de grande porte, como geladeira, fogão e televisor. A campanha teve no ano anterior grande aceitação do público do evento e coletou aproximadamente 700 quilos de produtos.

Ofício
Com atuação ativa em relação a Logística Reversa, o Conselho de Sustentabilidade da Federação está acompanhando o Projeto de Lei nº 295/2019, do vereador Gilberto Natalini, que estabelece no município de São Paulo a obrigatoriedade de implantação de logística reversa.

No documento assinado pelo presidente Abram Szajman e pelo presidente do Conselho de Sustentabilidade, José Goldemberg, a FecomercioSP se mostra favorável à proposta, mas com ressalvas.

Entre os pontos levantados estão a necessidade de incluir na norma os fabricantes e importadores como corresponsáveis pelo sistema; definir os deveres de cada ator no processo; rever a meta estipulada e a inclusão no projeto dos sistemas de logística reversa que já estão instituídos como no caso de pilhas e baterias.

A expectativa da Federação é que o vereador contemple na proposta as sugestões indicadas, a fim de que o sistema seja implantado na cidade de maneira equilibrada.