Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Economia

01/03/2018

PIB cresce 1% em 2017, superando expectativa inicial pessimista; FecomercioSP acerta previsão

Para 2018, projeções da Entidade são de crescimento de 3%; resultados estão em linha com o demonstrado em pesquisas do setor de comércio e serviços

Ajustar texto: A+A-

PIB cresce 1% em 2017, superando expectativa inicial pessimista; FecomercioSP acerta previsão

Para a Entidade, resta saber se esse é o início de um processo duradouro ou se as condições necessárias para crescimento de longo prazo serão abortadas ao longo do período eleitoral
(Arte: TUTU)

Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), os resultados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística  (IBGE) confirmam  a retomada da economia brasileira.

Segundo o IBGE, no acumulado de 2017, a alta do Produto Interno Bruto (PIB) foi de 1%. Em termos sazonais, o crescimento do PIB no quarto trimestre de 2017 foi de 0,1%. Em relação ao mesmo trimestre de 2016, o crescimento foi mais robusto: 2,1%.

Veja também:
Pauta prioritária do governo tem pontos positivos, mas não pode anular a Reforma da Previdência, avalia FecomercioSP
Banco Central acerta em reduzir a Selic para 6,75%, avalia a FecomercioSP
FecomercioSP é favorável ao bloqueio de R$ 16 bilhões do orçamento do governo

Neste ano, as projeções da FecomercioSP são de crescimento de 3%, com viés de alta. Para a Entidade, resta saber se esse é o início de um processo duradouro ou se as condições necessárias para crescimento de longo prazo serão abortadas ao longo do período eleitoral.

A assessoria econômica da FecomercioSP observa também que, no último trimestre analisado, todos os segmentos cresceram sob a ótica da produção em relação ao ano passado, o que motiva apostas mais altas para o crescimento em 2018.

Pesquisas
Os resultados estão em linha com o que foi demonstrado desde a primeira metade de 2017 nas pesquisas de Confiança do Consumidor, Confiança do Empresário e na Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista, todas elaboradas pela Entidade.

Além disso, a inversão de tendência no Consumo das Famílias para positivo e a queda do Consumo do Governo por dois trimestres consecutivos são fatores considerados positivos pela FecomercioSP. Isso mostra o restabelecimento da propensão ao consumo (que deriva da gradual recuperação do emprego e da renda, da queda da inflação e do crescimento da confiança) e evidencia a política econômica acertada, ainda que de forma incipiente, de redução do tamanho do Estado e controle de gastos públicos.

A FecomercioSP mantém uma visão otimista para o desempenho do PIB em 2018, e acredita que, se a Reforma da Previdência for aprovada e houver continuidade da política econômica, o País vai desatar os nós restritivos ao crescimento da economia.