Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

15/05/2020

"Queremos tirar a dependência da loja física", diz dono da Polishop

João Appolinário conta que a pandemia fez a empresa planejar a inversão da relevância nas vendas das lojas físicas com o meio digital

Ajustar texto: A+A-

"Queremos tirar a dependência da loja física", diz dono da Polishop

Das 278 lojas físicas da empresa no País, apenas seis estão abertas e outras adaptações foram necessárias para lidar com o período da pandemia
(Arte: TUTU)

O fechamento obrigatório das lojas físicas da Polishop, em todo o Brasil, fez a empresa repensar a estratégia de vendas. Segundo explica o fundador da empresa, João Appolinário, no episódio do Mercado & Perspectivas, uma iniciativa da FecomercioSP, o objetivo agora está em reduzir a dependência da loja física e focar no mercado digital.

“Mesmo a Polishop sendo ommnichannel, com vários canais integrados, a loja física tem representatividade grande e as vendas giravam entre 70% e 75% do total. Perder esse faturamento de forma repentina foi difícil. O que estamos fazendo desde o fechamento das lojas foi: acelerar o digital para que passe a ser 75%; e as lojas físicas, 25%”, explica ele.

Saiba mais sobre o e-commercer para expandir os negócios:
Experiência do cliente no delivery deve ser pensada de forma diferente
Da logística ao pagamento: empresas revelam ações para evitar contágio entre empregados e clientes
Ouça: mudança no hábito de consumo são propícios para a entrada de novos negócios no e-commerce

Para implementar essa medida, a Polishop teve de adequar os estoques, sendo que a maior parte estava concentrada nas lojas físicas. Das 278 lojas físicas da empresa no País, apenas seis estão abertas e outras adaptações foram necessárias para lidar com o período da pandemia.

Entre elas está a implantação do home office para os funcionários, inclusive para o call center – atividade considerada essencial com autorização para funcionar presencialmente. Em paralelo, a legislação trabalhista possibilita a redução de forma proporcional do salário e da jornada, além da antecipação de férias.

Ouça o podcast:

O conteúdo também está disponível aqui.