Economia

25/04/2017

Referência em instrumentos musicais, Rua Teodoro Sampaio é tema de vídeo exclusivo da FecomercioSP

Os perfis de comerciantes e consumidores, além da história do local, estão na plataforma SP 463, projeto especial da Federação sobre clusters comerciais de São Paulo

Referência em instrumentos musicais, Rua Teodoro Sampaio é tema de vídeo exclusivo da FecomercioSP

(Arte: TUTU)

Por Alessandra Jarussi     

Com mais de 30 lojas de instrumentos musicais, a Rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista, é tema de um vídeo exclusivo elaborado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

A produção faz parte do SP 463, site especial sobre os clusters comerciais de São Paulo, lançado pela Federação no aniversário da cidade, em homenagem aos comerciantes – peças fundamentais na construção e no fortalecimento da economia paulistana.

A Rua Teodoro Sampaio recebe músicos profissionais e amadores de todo o Brasil, além de produtores musicais e colecionadores, que encontram uma variada gama de instrumentos e serviços em um só lugar.

Os comerciantes – muitos estabelecidos há décadas na região – têm em comum a paixão pela música e a qualidade no atendimento aos clientes. Os vendedores, na maioria, são músicos e mantêm uma relação duradoura e de troca de experiências com os consumidores, o que garante o sucesso do comércio local.

SP 463

Antes da Rua Teodoro Sampaio, a plataforma SP 463 já trouxe vídeos sobre a tradicional Feira do Pacaembu, símbolo de uma das atividades mais emblemáticas da cidade, a Rua da Consolação, conhecida como a “rua dos lustres” e a Rua 25 de Março, maior centro de comércio popular da América Latina. O site contará com novidades todos os meses. Entre os próximos materiais, estará um vídeo a respeito da Rua José Paulino.

Como o comércio representa São Paulo não só culturalmente, mas também economicamente, o conteúdo multimídia SP 463 também inclui gráficos e análises dos principais dados econômicos da cidade, como inflação, endividamento, faturamento e empregos, além de indicadores de confiança, que medem o ânimo de empresários e consumidores.