Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

30/10/2015

Tecnologia muda mercado de trabalho e requer adaptação

Especialistas discutem os desafios dessa nova realidade em evento na FecomercioSP

Ajustar texto: A+A-

Tecnologia muda mercado de trabalho e requer adaptação

Especialistas debateram sobre a tecnologia e a nova realidade do mercado
(Fernando Nunes)

Por Deisy de Assis

Os avanços tecnológicos alteram o mercado de trabalho de maneira rápida e dinâmica, exigindo a adaptação dos profissionais na mesma velocidade. Essa relação foi discutida durante o evento “O Futuro do Trabalho – Por que ter medo das tecnologias?”, promovido nesta sexta-feira, dia 30 de outubro, pelo Conselho de Emprego e Relações do Trabalho da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

“É muito claro que precisamos de capacitação de bons profissionais, além da adaptação das empresas às novas demandas que as tecnologias acarretam. Contudo, a grande questão é a velocidade dessa adaptação”, ressalta Wagner Gramigna, da McKinsey Consultoria.

Para o presidente do conselho, José Pastore, as tecnologias podem causar impactos no emprego. “Mesmo as profissões mais convencionais, que nós achamos que não vão mudar, vão alterar sua forma de operar.”

Reforma educacional é desafio

Para enfrentar o desafio de capacitar os profissionais, o reitor do Centro Universitário Monte Serrat (Unimonte) e presidente do Conselho de Administração da Anima Educação, Ozires Silva, defendeu investimentos para a reestruturação da educação brasileira que permitam a aprendizagem eficaz dos profissionais.

“A educação brasileira é uma tragédia, e a transformação do País se dá por meio da educação. O que podemos fazer? Temos de agir”, afirmou Silva.