.

Tem certeza que deseja excluir o projeto
?

Essa ação não poderá ser desfeita.

O CEP não foi encontrado.

O CPF já está cadastrado no sistema.

ou .

O e-mail já está cadastrado no sistema.

ou .

O e-mail já está cadastrado no sistema.

O CPF já está inscrito em três projetos diferentes e não pode ser cadastrado novamente.

Senha incorreta.

Dados atualizados com sucesso.

Notícias

Notícias

10/11/2017

UM BRASIL discute oportunidades do empreendedorismo sustentável

José Goldemberg, idealizador do Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, conversa com vencedores de edições anteriores, sobre a importância da Logística Reversa

UM BRASIL discute oportunidades do empreendedorismo sustentável

"É importante saber que muito do lixo produzido em São Paulo são produtos que podem ser usados, como as cabeças do camarão do projeto do Gabriel Estevam”, diz o presidente do Conselho de Sustentabilidade da Entidade
(Foto/TUTU)

“Desenvolvimento sustentável é uma área de interesse do comércio”, ressalta o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), professor emérito da USP e presidente do Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP, José Goldemberg. Por ocasião do 6º Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, o UM BRASIL convida Goldemberg para debater empreendedorismo sustentável com dois vencedores de edições anteriores do evento: o diretor técnico do Grupo Ambipar, Gabriel Estevam; e o CEO da Brasil Health Service (BHS), José Francisco Roxo.

As inscrições para o Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade estão abertas até dia 20. Mais informações estão disponíveis aqui ou no site.

Em conversa com o jornalista Denis Russo Burgierman, eles descrevem o desenvolvimento dos seus projetos ganhadores e discutem o potencial dos negócios ambientalmente responsáveis no País. Idealizador do prêmio, Goldemberg ressalta que os negócios sustentáveis podem ser viáveis e rentáveis.

“Víamos a problemática [dos resíduos] enquanto estudantes de Engenharia Ambiental e notávamos a piora em nossas praias”, recorda Gabriel Estevam sobre suas motivações. “Comecei a pesquisar formas de criar alternativas para agregar valor a esses resíduos. A casca do camarão, por exemplo, é um grande gerador de resíduos e ainda não era utilizada para reaproveitamento”, conta.

“Começamos a fazer uma pesquisa para desenvolver uma espécie de farinha que pudesse produzir rações para cães e gatos. Fizemos testes para saber a viabilidade econômica desse processo. A casca do camarão e a cabeça eram inutilizadas, jogadas no rio. Criamos, então, a ração Susten”, lembra, sobre a pesquisa vencedora do Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade.

José Francisco Roxo também recorda a preocupação com Logística Reversa que motivou seu projeto.

Segundo ele, mais de 90% das pessoas não sabem que jogar um medicamento vencido no lixo de sua casa, ou em pias e vasos sanitários, gera um passivo ambiental muito grande. “Buscamos, então, uma Logística Reversa na qual se sugere que a responsabilidade deve ser compartilhada pela cadeia produtiva: a pessoa levar o medicamento até a farmácia, que o destina por meio de um transporte adequado para a incineração.”

O professor Goldemberg observa que permanece otimista sobre o futuro da sustentabilidade e da ciência no País. “Em 2008, o presidente da Entidade decidiu criar um conselho sobre desenvolvimento sustentável, pois é uma área de interesse do comércio”, lembra.

“Cada brasileiro produz um quilo de lixo e resíduos por dia. E um quilo por dia por pessoa, numa metrópole como São Paulo, significa toneladas. É importante saber que muito desse lixo é formado por produtos que podem ser usados, como as cabeças do camarão do projeto do Gabriel Estevam”, conclui o presidente do Conselho de Sustentabilidade da Entidade.

Confira a entrevista completa: