Economia

18/01/2019

Cidade de São Paulo faz 465 anos com economia aquecida

Economia paulistana continua sendo, de forma isolada, a mais importante do Brasil

Cidade de São Paulo faz 465 anos com economia aquecida

Coleta de dados sobre a economia de São Paulo é feita tradicionalmente no aniversário da capital pela FecomercioSP
(Arte: TUTU)

A economia da cidade de São Paulo se fortalece a cada ano. No próximo dia 25, a capital completa 465 anos ainda com o maior produto interno bruto (PIB) do Brasil. A soma de todos os bens e serviços finais produzidos na cidade chegou a R$ 687 bilhões em 2016, segundo os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A coleta de dados sobre a economia de São Paulo é feita tradicionalmente no aniversário da capital pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Veja também:
Varejo e serviços paulistano têm trajetória ascendente de faturamento e geração de empregos
Cidade de São Paulo é 18º destino mais popular de negócios no mundo

Com esse montante, São Paulo participa com 11% do resultado da riqueza produzida em todo o território nacional. O PIB paulistano é 2,08 vezes superior ao PIB da segunda cidade, Rio de Janeiro (R$ 329,5 bilhões) e quase quatro vezes maior que a soma das capitais da Região Sul – que somam R$ 176 bilhões.

Ao converter o valor para o dólar, com base na cotação média de 2016 (de R$ 3,48 para cada dólar, segundo o Banco Central), o PIB paulistano seria de US$ 197,5 bilhões. Se a cidade fosse um país, ela seria a 50ª principal economia do mundo, entre o Vietnã e a República Checa.

Veja mais dados comparativos no quadro a seguir:

info__aniversariosp__1