Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Imprensa

10/02/2014

Confiança do comerciante paulistano fica quase estável em janeiro

Índice da FecomercioSP mostrou leve avanço mensal de 0,25%

Ajustar texto: A+A-

Confiança do comerciante paulistano fica quase estável em janeiro

O comerciante paulistano iniciou o ano com a confiança na economia praticamente estável, registrando leve alta mensal de 0,25% no Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), para 119,4 pontos, conforme levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). No comparativo anual, o índice subiu  4,7%. O indicador vai de zero, que indica pessimismo total, a 200 pontos, que indica otimismo total.

Apesar da leve melhora no mês, as perspectivas para os próximos meses e para investimentos caíram. O Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) subiu 10,9% para 100,1 pontos em janeiro, na base mensal.

Em contrapartida, o Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC) caiu 4,1% para 147,5 pontos, enquanto o Índice de Investimento do Empresário do Comércio (IIEC) recuou 2,3% para 110,7 pontos. Entre as empresas de menor porte, com até 50 funcionários, a baixa nos investimentos foi de 2,5% para 110,1 pontos e, nas de maior porte, houve aumento de 6,6% para 139,1 pontos.

De acordo com a FecomercioSP, o otimismo dos empresários nos últimos meses foi pressionado por fatores como a baixa do crescimento das vendas do varejo, a inflação e as incertezas do caminho econômico neste ano.