Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Sustentabilidade

25/11/2019

Gestão correta da água pode reduzir a conta da sua empresa

Embora cada caso seja avaliado individualmente, a economia na quantidade de água usada pode superar 50%

Ajustar texto: A+A-

Gestão correta da água pode reduzir a conta da sua empresa

Aproveitamento da água de chuva pode ser aplicada em obras de qualquer porte e em prédios novos ou já existentes
(Arte: TUTU)

Uma gestão eficiente de recursos é benéfica para todas as empresas, seja ela para evitar desperdícios de insumos do dia a dia, ou até mesmo no controle e aproveitamento da água de chuva. Essa alternativa consiste em trocar o uso da água tratada pela pluvial ou de reúso em tarefas rotineiras como dar descargas, irrigar plantas e jardins, lavar pisos, calçadas, garagens, carros, etc.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) afirma que a adoção dessa medida sustentável impacta principalmente as empresas consumidoras de alto volume de água como lavanderias, supermercados, salões de cabeleireiros, bares e restaurantes, por exemplo.

Veja também:
FecomercioSP discute uso de tecnologias para rastrear resíduos na Semana do Lixo Zero
Procon multará comércio que distribuir canudo plástico no Estado de São Paulo
Energia fica mais cara em São Paulo; veja se compensa aderir à tarifa branca para reduzir a conta da sua empresa

Embora cada caso seja avaliado individualmente, a economia na quantidade de água usada pode superar 50%, conforme aponta o especialista em Recursos Hídricos, Plínio Tomaz. “A economia de água no novo prédio da Associação Comercial de Guarulhos foi de 57% e vale destacar que esse tipo de projeto de conservação de água pode ser feito tanto em postos de gasolina, quanto em lavas-rápido e supermercados”, diz.

Segundo o diretor técnico do Centro Internacional de Referência em Reuso de Água da Universidade de São Paulo (CIRRA-USP), José Carlos Mierzwa, é possível economizar 900 litros de água por empregado por mês apenas na descarga de vasos sanitários e 8 litros / m2 no mesmo período para lavar calçadas/garagens (considerando a frequência de lavagem de uma vez por semana). A água de reúso ou pluvial não pode ser usada para consumo próprio.

Além desse tipo de benefício, a coordenadora técnica do Comitê de Meio Ambiente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), Lilian Sarrouf, ressalta que a ação pode ser aplicada em obras de qualquer porte e em prédios novos ou já existentes. “Primeiro é preciso fazer um diagnóstico e identificar quais as soluções que podem viabilizar técnica e economicamente”, explica.

Seminário em São Paulo
O uso de fontes alternativas de água não potável será abordado no seminário "Conservação de Água e Uso de Fontes Alternativas em Edificações – Diferencial Competitivo para Empreendimentos", nos dias 26 e 27 de novembro, na zona oeste da capital paulista.

No encontro, especialistas vão apresentar e discutir os aspectos técnicos e normativos sobre a gestão da água. Os associados da FecomercioSP podem participar do seminário com 50% de desconto no ingresso. Para saber mais, clique aqui.

Serviço:
Conservação de Água e Uso de Fontes Alternativas em Edificações – Diferencial Competitivo para Empreendimentos
Data: 26 e 27 de novembro
Horário: das 8h às 17h
Local: Auditório Seconci-SP – Avenida Francisco Matarazzo, 74 – Barra Funda, São Paulo, SP
Programação e inscrições: http://anggulo.com.br/sinduscon/agua/