Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Sustentabilidade

03/04/2018

Plataforma da FecomercioSP orienta comerciantes e consumidores sobre Logística Reversa de eletroeletrônicos

Site da Federação tem como objetivo evitar descarte inadequado e contribuir para um planeta mais sustentável

Ajustar texto: A+A-

Plataforma da FecomercioSP orienta comerciantes e consumidores sobre Logística Reversa de eletroeletrônicos

Descarte irregular de lixo eletrônico polui o meio ambiente e representa uma ameaça à nossa saúde
(Arte: TUTU)

O uso de equipamentos eletroeletrônicos se intensificou nos últimos anos com o avanço tecnológico e com a popularização dos smartphones no Brasil. Apesar da praticidade que esses itens proporcionam ao nosso cotidiano, o descarte deles ainda é um problema.

Relatório internacional elaborado pela Universidade das Nações Unidas (UNU) aponta que, em 2016, o mundo gerou 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrônico. Desse montante, apenas 20% – 8,9 milhões de toneladas – foram reciclados. A previsão para 2021 não é nada animadora: o número deve alcançar 52,2 milhões de toneladas.

Veja também:
FecomercioSP é contra o projeto de lei que responsabiliza apenas comércio para a coleta de resíduos eletroeletrônicos
FecomercioSP e Secretaria do Meio Ambiente de SP assinam termo de compromisso de Logística Reversa de eletroeletrônicos
Senac e FecomercioSP recebem mais de 1 tonelada de pilhas e baterias portáteis vencidas ou usadas

Geralmente, esses materiais terminam em lixões e aterros e podem liberar até metais pesados, como o chumbo. O descarte irregular polui o meio ambiente e, consequentemente, representa uma ameaça à nossa saúde.

Para minimizar esse impacto e promover o descarte correto desses e outros produtos, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) lançou a plataforma sobre Logística Reversa, com um ambiente específico para os resíduos de Eletroeletrônicos, com orientações sobre o tema.

Comerciantes encontram na plataforma como aderir ao termo de compromisso celebrado com a Fecomercio SP, a Gestora de Resíduos Eletroeletrônicos Nacional (Green Eletron), a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA) e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) para instituir um sistema de logística reversa para receber, armazenar e proceder à destinação final ambientalmente adequada, preferencialmente reciclagem, de produtos eletroeletrônicos de uso doméstico. O site tem caráter informativo e visa contribuir para um planeta mais sustentável, além de tornar os sistemas de Logística Reversa exequíveis e, principalmente, a um custo mínimo para o comércio.

A assessora técnica do Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP, Cristiane Cortez, destaca que essa iniciativa é essencial porque fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes detêm a responsabilidade compartilhada e encadeada por coleta, recebimento e reciclagem de produtos eletroeletrônicos de uso doméstico, conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e a Resolução n.º 045/2015 da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA).

“Esperamos que o tema Logística Reversa faça parte do dia a dia do empresário do comércio e que ele saiba quais são as suas responsabilidades e se conscientize da importância da adesão a sistemas confiáveis, como os oferecidos pela nossa plataforma, que são frutos de termos de compromisso entre órgãos estaduais de meio ambiente, fabricantes e suas respectivas entidades gestoras”, diz.

A página detalha como o comerciante deve receber os produtos pós-consumo de seus clientes e ainda alerta sobre a responsabilidade dos consumidores no processo, pois o funcionamento do sistema de Logística Reversa tem início na entrega dos resíduos eletroeletrônicos.

Os consumidores também podem encontrar os endereços dos pontos de entrega cadastrados no Estado de São Paulo. A lista conta com cinco pontos na capital paulista, mais três em Campinas, dois em Sorocaba e dois em São José dos Campos, um em Cotia e um em Votorantim, no interior. Os parceiros definirão, em conjunto, como o sistema será ampliado para todo o Estado de São Paulo.

Podem ser descartados nos pontos de entrega aparelhos de telefone, celulares e seus acessórios, videogames, acessórios eletrônicos, câmeras fotográficas digitais, câmeras de segurança, webcams e análogas, impressoras e copiadoras de uso doméstico, computadores, tablets, notebooks, videogames e consoles de jogos de vídeo portáteis, entre outros.

O sistema de Logística Reversa é resultado de parceria da Entidade com a Gestora de Resíduos Eletroeletrônicos Nacional (Green Eletron), a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA) e a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). O acordo foi celebrado em outubro de 2017 e tem vigência de quatro anos.

Para participar, o comerciante deve acessar o site e clicar em “Aderir agora”.