Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

21/08/2020

Curadoria no ambiente digital é empreendedorismo do futuro

Palestrante e apresentador do podcast “Café Brasil”, Luciano Pires avalia que internet carece de serviço que conecte conteúdos de qualidade

Ajustar texto: A+A-

Curadoria no ambiente digital é empreendedorismo do futuro

Curadoria digital servirá para conectar hubs de conteúdo, indica Luciano Pires
(Foto: Divulgação) 

Com acesso a diversos canais de comunicação na palma da mão e a profusão de conteúdos na internet, a curadoria no ambiente digital caminha para se tornar um importante modelo de negócios. É o que diz o empreendedor e palestrante Luciano Pires, apresentador do podcast Café Brasil, em entrevista ao UM BRASIL, uma realização da FecomercioSP.

Conhecido por ser um dos primeiros a apostar no podcast no Brasil, Pires avalia que, diferentemente das indicações do algoritmo, os serviços de curadoria devem se destacar por promover conteúdos para “crescimentos pessoal e intelectual das pessoas”.

Veja também
Gestão aliada a crédito pode ser única receita de bolo no momento
Empresa tem o papel de ser agente de transformação social, diz Guilherme Leal
Países com melhores ambientes de negócio são menos afligidos por corrupção

“Antes de eu comprar um livro de 400 páginas, quem é que eu vou acessar que possa me dizer se o livro vale a pena ou não? E não é só quem fez a sinopse, é quem comentou aquele livro”, aponta o empreendedor.

Segundo ele, a curadoria digital servirá para conectar hubs de conteúdo. “Eu sou um hub, tenho em volta de mim um monte de ouvintes que me perguntam o que penso a respeito de determinado assunto”, explica.

“A conexão desses hubs é o que vai ser um modelo de negócio fundamental. Quem é que liga esses pontos? Hoje é a inteligência artificial, mas acho que há um espaço muito interessante para as pessoas mergulharem nessa área. Não precisa nem produzir conteúdo, o que tem que fazer é enxergar os conteúdos, ver a relevância que eles têm, como se conectam um ao outro e promover conexões”, sintetiza.

Confira a entrevista na íntegra e se inscreva no canal UM BRASIL!