Editorial

10/01/2018

Aos 20 anos de carreira, Gianecchini desiste de ano sabático para atuar em “Os Guardas do Taj”

Ator contracena com Ricardo Tozzi em adaptação do texto do norte-americano Rajiv Joseph

Aos 20 anos de carreira, Gianecchini desiste de ano sabático para atuar em “Os Guardas do Taj”

A ideia de interpretar o soldado Humayun fez com que o ator adiasse seu afastamento das artes cênicas por um ano para se dedicar à vida particular
(Arte: TUTU sobre foto de Christian Parente)

O ator Reynaldo Gianecchini completa 20 anos de carreira em 2018, ano em que abre seu calendário de trabalho com a peça Os Guardas do Taj. O espetáculo estreia no Brasil no dia 13 de janeiro no palco do Teatro Raul Cortez, na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Ele e Ricardo Tozzi serão guardas do famoso Taj Mahal, na Índia, no ano de 1648. Babur (Tozzi) e Humayun (Gianecchini) são proibidos de olhar para o monumento antes de sua inauguração. As diferentes personalidades se confrontam diante das regras estabelecidas e da maneira como cada um deles vê a sociedade.

A ideia de interpretar o soldado fez com que Gianecchini adiasse seu afastamento das artes cênicas por um ano para se dedicar à vida particular. A mudança tem relação com estar apaixonado por seu trabalho. “Essa peça tem a ver com o que eu quero falar nesse momento e atropelou meu ano sabático”, completa.

O texto do norte-americano Rajiv Joseph foi traduzido e adaptado por Rafael Primot, que dirige o espetáculo ao lado de João Fonseca. A peça passou por diversas cidades de Portugal no fim do ano passado antes de chegar ao Brasil.

Vinte anos de carreira

A primeira atuação profissional de Gianecchini foi na peça Cacilda, de José Celso, em 1998. Dois anos depois, ele ficou conhecido ao interpretar o personagem Edu na novela Laços de Família, da Rede Globo. Desde então, o ator marcou presença nas novelas Esperança, Mulheres Apaixonadas, Da Cor do Pecado, Belíssima e Passione, entre outras produções da mesma emissora. Apesar da agenda televisiva apertada, ele continuou presente nos palcos e contracenou com a atriz Camila Morgado na peça Doce Deleite.

Quando o assunto é a carreira, Gianecchini evita falar em sucessos e fracassos, pois para ele todos os personagens são importantes. “Tudo faz parte de um grande processo para amadurecer como pessoa, como profissional, e eu sinto que a cada personagem eu vou crescendo”, diz.

A relação com o lado profissional é tão entrelaçada que ao encarnar o tema central de determinado personagem ele se dá conta que o assunto está latente em sua vida pessoal. “Todo personagem está associado a um momento muito importante da minha vida”, destaca.

Informações da peça Os Guardas do Taj

Data: de 13 de janeiro até 25 de março de 2018.
Sextas e sábados, às 21h; domingos, às 18h.
Ingressos: sexta, R$ 60; sábado, R$ 80; e domingo, R$ 70.
Teatro Raul Cortez – Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo (SP).
Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo site Compre Ingressos.