Negócios

24/02/2016

Aumenta o número de brasileiros que compram em sites internacionais

Quantidade de compradores brasileiro em sites internacionais passou de 38% em 2014 para 54% no ano seguinte

Aumenta o número de brasileiros que compram em sites internacionais

Justificativa para as compras em sites estrangeiros é que mesmo com o dólar mais caro, o preço dos produtos adquiridos é mais barato
(Arte/TUTU)

Mesmo com toda a incerteza da economia e o impacto da desvalorização do real, houve um crescimento expressivo de usuários brasileiros em sites estrangeiros, em relação aos dois anos anteriores. Se em 2014, a quantidade de compradores nesses sites chegou a 38%, em 2015, esse número avançou para 54%.

Ainda que o dólar esteja mais caro, os brasileiros continuam comprando em sites internacionais, com a justificativa de que o preço nesses sites é mais baixo. Em 2015 cerca de 67% dos consumidores afirmaram que esse foi o principal motivador para a realização da compra mais recente fora do Brasil.

Contudo, a desvalorização da moeda brasileira impactou esse índice, já que em 2014 84% dos entrevistados compraram em sites estrangeiros motivados pelo menor preço. Os dados, apurados em dezembro, foram divulgados nesta quarta-feira (24) com a 33ª edição do relatório WebShoppers, produzido pela E-bit, e apontam os hábitos de compra dos e-consumidores em sites internacionais (cross-border).

6963_info_crossboarder