Economia

29/09/2017

Belo Horizonte tem a menor proporção de famílias endividadas entre capitais brasileiras

Capital mineira apresentou forte queda dos endividados, por outro lado, em São Paulo, 359 mil novas famílias contraíram dívidas entre dezembro de 2014 e o fim de 2016

Belo Horizonte tem a menor proporção de famílias endividadas entre capitais brasileiras

Região Sudeste lidera ranking do endividamento do País com 43% do total das dívidas do Brasil
(Arte: TUTU)

Belo Horizonte, em Minas Gerais, surpreendeu ao apresentar forte queda na parcela de famílias endividadas entre 2014 e 2016, que caiu de 45% para 24% do total. Apenas no último ano, a queda do número de famílias endividadas foi de 47,8%, enquanto a diminuição do valor total da dívida das famílias foi de 61,9%, os maiores recuos do País nesses quesitos.

Enquanto isso, São Paulo, que detém o maior valor total de dívidas do Brasil – por ter a maior população –, contrariou o movimento nacional e teve aumento da parcela de famílias endividadas de 43% para 52%, entre 2014 e 2016. Ainda assim, a capital paulista está abaixo da média das capitais de famílias endividadas, que é de 57%. O Rio de Janeiro, com 52% das famílias nessa situação, também está abaixo da média nacional. Apenas Vitória, no Espírito Santo, com 68%, ficou acima do padrão nacional entre os Estados da Região Sudeste.

Os dados são da sétima edição da Radiografia do Crédito e do Endividamento das Famílias Brasileiras, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). O estudo avalia os principais aspectos e as dimensões da política de crédito no Brasil entre 2014 e 2016, período em que o país foi exposto a fortes instabilidades políticas e econômicas.

Veja também
Brasileiros freiam consumo e mais de 280 mil famílias liquidam dívidas
Curitibanos lideram entre as capitais com maior parcela de famílias endividadas
Brasília tem a quarta maior parcela de famílias endividadas entre todas as capitais brasileiras
83% das famílias de Boa Vista estão endividadas, a terceira maior parcela entre as capitais no País
Natal: 75% das famílias têm dívidas. É o 5º maior endividamento do País

São Paulo é a capital com maior renda média mensal por família do Brasil, com rendimentos de R$ 7.405, ante R$ 4.188 da média total do Brasil e R$ 5.859 entre as capitais. No último mês do ano passado, o valor total das dívidas das famílias paulistanas alcançou R$ 4,2 bilhões mensais, em média, variando 15,7% em relação a dezembro de 2014.

O aumento de 9 pontos porcentuais de famílias endividadas na capital paulista, atingindo 52%, significa que 359 mil novas famílias paulistanas contraíram dívidas no período analisado. A dívida média mensal dos paulistanos é a terceira maior do país: R$ 2.111. Nos demais Estados da Região Sudeste, esse valor é de R$ 1.824, em Vitória; R$ 1.794, em Belo Horizonte; e R$ 1.731, no Rio de Janeiro. Este último é o único da região com comprometimento da renda com dívidas pouco acima da média nacional: os cariocas têm 30,9% de participação da renda com dívida. A média nacional é de 30%. Paulistas, com 28,5%; mineiros, com 27,9%; e capixabas, com 26,3%, considerando apenas as capitais, estão abaixo da média.

A Região Sudeste concentra 43% do total das dívidas do Brasil.

Veja mais detalhes sobre o endividamento das famílias das capitais da Região Sudeste no infográfico abaixo:

info__radiografiadoendividamento_regiaosudeste_v4