Economia

07/12/2018

Confiança do empresário paulistano sobe pelo terceiro mês consecutivo, aponta FecomercioSP

Segundo a Entidade, os três quesitos que integram o indicador avançaram na passagem de outubro para novembro

Confiança do empresário paulistano sobe pelo terceiro mês consecutivo, aponta FecomercioSP

A confiança das empresas com até 50 empregados subiu 3,3%, enquanto nas empresas com mais de 50 empregados caiu 1%
(Arte: TUTU)

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio no Município de São Paulo (ICEC) avançou pelo terceiro mês consecutivo. A alta foi de 3,1%, ao passar de 102,6 pontos em outubro para 105,8 pontos em novembro. Entretanto, na comparação com o mesmo período do ano passado, o índice continuou em queda (-3,5%).

Apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o ICEC varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total).

Veja também:
Desemprego e inadimplência impedem avanço do consumo das famílias
Endividados aumentam aplicação financeira, e segurança de crédito cresce
Custo de vida na região metropolitana de São Paulo tem alta pelo em outubro

Na análise por porte, as empresas com até 50 empregados apontaram alta de 3,3%, de 102 pontos em outubro para 105,3 pontos em novembro. No entanto, as empresas com mais de 50 empregados sofreram queda de 1%, passando de 128,8 pontos em outubro para 127,5 pontos em novembro.

Indicadores
Os três quesitos que integram o indicador avançaram na passagem de outubro para novembro. O ICAEC obteve sua terceira alta consecutiva: avançou 3,3%, de 73 pontos em outubro para 75,5 pontos em novembro. Entretanto, na comparação anual, o indicador caiu 7,6%.

O IEEC também registrou três altas consecutivas (1,6% neste mês), passando de 145,2 pontos em outubro para 147,6 pontos em novembro. Entretanto, também sofreu queda de 3,5% em relação a novembro do ano passado. Já o IIEC, que mede a propensão dos empresários por novos investimentos, voltou a subir após cinco quedas consecutivas, avançou 5,4%, passando de 89,5 em outubro para 94,4 pontos em novembro e se manteve estável na comparação com o mesmo mês de 2017.

De acordo com a assessoria econômica da FecomercioSP, as avaliações dos empresários no que diz respeito à propensão por novos investimentos foram decisivas para a alta do indicador em novembro. Além da estabilidade da inflação, houve uma melhora no mercado de trabalho. Consequentemente, houve melhora nas expectativas de vendas, e, em paralelo, a intenção por investimentos também cresceu. No entanto, embora haja sinais de recuperação do nível de confiança, os empresários estão menos otimistas do que ano passado.

A Entidade recomenda que os empresários evitem altos estoques e endividamento. Para a Federação, a confiança tende a ser retomada de forma gradual e com base na capacidade de reação mais consistente da economia.