Negócios

12/11/2018

Controle financeiro reduz risco de insolvência da empresa

Atenção constante com o fluxo de caixa aumenta as chances do negócio se manter forte no mercado

Controle financeiro reduz risco de insolvência da empresa

Manter o setor financeiro organizado é fundamental para o crescimento dos negócios
(Arte/Tutu)

Gerenciar operações; planejar; controlar despesas e receitas; formar preços; e administrar as finanças são preocupações permanentes no cotidiano dos empresários. Independentemente do porte do negócio, os processos são os mesmos. Por isso, não há dúvida de que um setor financeiro organizado é condição fundamental para a prosperidade de qualquer empresa.

A atividade conhecida como “controladoria financeira” permite que o empresário tome decisões levando em conta o estado de solvência da empresa. Para isso, é importante manter o fluxo de caixa atualizado. Esse instrumento serve para mapear diariamente a movimentação de recebimentos, pagamentos e saldos, e, de posse dessas informações, é possível realizar projeções de todas as futuras entradas e saídas de recursos financeiros para determinado período.

Veja também
Empresário deve avaliar fluxo de caixa para decidir estratégia de investimento
Ações de gestão comercial estimulam as vendas no comércio
Comércio deve se aproximar do cliente e personalizar ofertas

O objetivo de qualquer negócio é maximizar o lucro. Para que isso aconteça, é preciso ter rigoroso cuidado com os registros de caixa da empresa. A obtenção de lucros no cenário atual, contudo, não é uma tarefa fácil, uma vez que a concorrência tem se acirrado cada vez mais. Logo, um empreendimento que siga os parâmetros básicos de controladoria financeira tem maiores chances de se manter forte no mercado.

Vale destacar que a condição financeira é um aspecto ligado à oferta de bens e serviços do negócio. Portanto, o empresário precisa estudar como os seus produtos podem trazer lucro, o que requer medir custos e trabalhar com preços que sejam acessíveis a seus clientes.

De todo modo, uma empresa solvente reduz os riscos de operação e aumenta o poder de tomada de decisão.