Negócios

22/02/2017

Ensino a distância economiza tempo e dinheiro do comerciante

Empreendedores relatam benefícios obtidos com as aulas on-line e especialistas dão dicas para o estudante que opta pela modalidade

Ensino a distância economiza tempo e dinheiro do comerciante

Formato é indicado para empreendedores do ramo de comércio e serviços, porque facilita o equilíbrio entre a falta de tempo com os estudos
(Arte/TUTU)

Por Jamille Niero

O ensino a distância (EAD) foi uma mão na roda para Eduardo L'Hotelier, CEO da GetNinjas, plataforma que facilita a contratação de prestadores de serviços pelo Brasil, quando ele cursava a graduação em Engenharia da Computação no Instituto Militar de Engenharia, no Rio de Janeiro. Segundo ele, a grade curricular do curso era mais teórica do que prática. Para complementar essa lacuna, L'Hotelier fez diversos cursos on-line de curta duração. “Em muitos, a grade era flexível e isso ajudou a escolher o que mais precisava para complementar o conhecimento. Além disso, o custo é mais em conta do que aula presencial”, relata.

Para o executivo, outro benefício é o aluno poder seguir o próprio ritmo de estudo. “A desvantagem é que você não tem com quem discutir de forma tão vívida como é num curso presencial”, aponta.

“Hoje em dia os sistemas de EAD já permitem interação, seja por meio de redes sociais ou em fóruns próprios, além de grupos de WhatsApp criados para manter esse relacionamento, mesmo a distância”, argumenta Guilherme Saraiva, gerente executivo da instituição de ensino CERS Corporativo, que oferece aulas on-line.

O EAD é uma modalidade muito indicada para empreendedores que atuam no ramo de comércio e serviços, porque conseguem equilibrar a vida “corrida”, com pouco tempo para se deslocar até a sala de aula, com os estudos – que podem ser feitos em qualquer lugar e horário. “Ele pode aproveitar os momentos vagos e quando está em sua própria residência para obter esse conhecimento. Ele só precisa ter disciplina para não ficar disperso em outras atividades, como navegar nas redes sociais ou por portais de notícias”, alerta Saraiva.

Outras vantagens
O momento desafiador da economia elevou a relevância do E-learning/ EAD para as empresas brasileiras, segundo a pesquisa Panorama do Treinamento no Brasil em 2016, da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD). O estudo mostra que atualmente 24% das companhias do País não utilizam a tecnologia. Em 2015, o índice era maior, 27%.

Para Maurício Pedro, gerente de Atendimento Corporativo do Senac São Paulo, por ser um setor com alta rotatividade de funcionários, o ensino a distância pode ser útil por oferecer programas mais rápidos, permitindo formação mais veloz. “A experiência educacional na modalidade EAD tem o diferencial de estar à disposição a qualquer hora, com propostas objetivas de desenvolver competências com situações contextualizadas. Estes programas são especializados, mais curtos e bastante assertivos, visando esta necessidade de uma formação ou aperfeiçoamento eficazes”, explica.

Porém, não bastam essas facilidades se o líder daquele estabelecimento (o proprietário ou o gerente) não comprar a ideia e entender a importância da formação e desenvolvimento do funcionário ao fazer o curso on-line. “A liderança deve experimentar a solução e criar um ambiente para as pessoas se sentirem engajadas e interessadas e para que percebam que aquilo vai fazer sentido no dia a dia delas.”

Treinamento
Mais do que facilitar para quem não tem tempo de se deslocar pela cidade, aulas pela internet ajudam empresas a abrir unidades em outro estado. É o caso da agência Go Intercâmbio, presente na Bahia (em Salvador e em Feira de Santana), que está promovendo todo o treinamento dos sócios da unidade em São Paulo, prevista para inaugurar no primeiro semestre de 2017.

Munique Alves, uma das sócias na capital paulista, relata que esteve na Bahia em novembro para conhecer a empresa e passar pelo primeiro treinamento, sobre como funciona a operação. Já os demais treinamentos (sobre os sistemas para compra de passagens, reservas, seguros e com as escolas fornecedoras de outros países) são todos feitos por Skype ou outras plataformas on-line. “Hoje em dia 100% do meu treinamento e do meu sócio é feito on-line. Imagina se toda vez que tivesse um treinamento precisássemos nos deslocar até a Bahia? Seria muito custoso. Pela internet, o custo é praticamente zero”, afirma.

Confira também como a evolução tecnológica facilitou o ensino profissional e como usar a educação corporativa como um diferencial competitivo em tempos de crise. Veja ainda a importância da comunicação escrita no ambiente corporativo e como vencer o desafio de escrever bem.