Legislação

18/02/2019

FecomercioSP e Sincomercio Araraquara realizam webinário sobre eSocial

Assessora jurídica da FecomercioSP Sarina Sasaki Manata vai responder às questões enviadas pelos internautas pelo chat, no dia 21 de fevereiro

FecomercioSP e Sincomercio Araraquara realizam webinário sobre eSocial

Webinário com especialista em eSocial é uma oportunidade para empregador e empregados se capacitarem para o uso da ferramenta
(Arte: TUTU) 

Empresários e profissionais de diferentes setores podem acompanhar, no próximo dia 21 de fevereiro, das 17h às 18h, a 1ª edição do webinário sobre eSocial organizado pelo Sincomercio Araraquara em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Como o tema ainda suscita dúvidas entre profissionais de recursos humanos e contadores, por exemplo, a intenção é responder o máximo de questões sobre a implantação do sistema. Para participar, basta se inscrever aqui. 

O webinário é resultado de uma parceria com o Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio Araraquara) e contará com a participação da advogada e assessora jurídica da FecomercioSP Sarina Sasaki Manata. A especialista em eSocial vai explicar os principais desafios do sistema e responder às questões enviadas pelos internautas pelo chat.

Veja também:
Reajuste acordado em convenção coletiva deve constar no eSocial
Envio de dados de segurança e saúde no eSocial exige profundo conhecimento sobre o assunto
Descumprimento de fases do eSocial implica multas
Qualificação cadastral evita o envio de dados incompletos ou errados ao eSocial
eSocial vai facilitar comunicação entre empresa e Caixa Econômica
Informações prestadas no eSocial impactam na apuração de tributos

Para o presidente do Sincomercio, Antonio Deliza Neto, o webinário é uma oportunidade para que empregador e empregados busquem a capacitação para o melhor uso da ferramenta. Assim, será possível evitar falhas e atender corretamente às exigências do eSocial. “A implantação do eSocial veio para facilitar o controle sobre as informações e trazer mais transparência aos processos internos e reduzir a burocracia. Portanto, por mais que gere dificuldades no início, o sistema tem o objetivo de facilitar a gestão empresarial”, explica.

Fases
A implantação do eSocial foi “fatiada” em fases para facilitar a implantação. Veja a seguir o detalhamento de cada estágio do sistema.

A fase 1 corresponde às informações relativas às empresas, ou seja, cadastros do empregador e envio de tabelas. Devem ser enviados ou preenchidos pelos eventos de código S-1000, S-1005, S-1010, S-1020, S1030, S-1035, S-1040, S-1050, S-1070, S-1080.

Na fase seguinte, as empresas enviam informações relativas aos trabalhadores e seus vínculos com elas (eventos não periódicos), como admissões, afastamentos e desligamentos. Os dados são relacionados aos eventos S-2190, S-2200, S-2205, S- 2206, S-2230, S-2250, S-2260, S-2298, S-2299, S-2300, S-2306, S-2399, S-2400, S-3000.

O envio das folhas de pagamento é feito na fase 3 e abrange os eventos S-1200, S-1202, S-1207, S-1210, S-1250, S-1260, S-1270, S-1280, S-1295, S-1298, S-1299, S-1300.

Na quarta e última fase, os empregadores devem enviar os dados de segurança e saúde do trabalhador (SST) por meio dos eventos S-1060, S-1065, S-2210, S-2220, S-2221, S-2240, S-2245.