Editorial

23/05/2018

FecomercioSP elege nova diretoria nesta quarta-feira (23)

Novos diretores que estarão à frente da Entidade e do Cecomercio do Estado de São Paulo durante os próximos quatro anos foram eleitos em votação na sede da Federação

FecomercioSP elege nova diretoria nesta quarta-feira (23)

Reeleito presidente da Federação, Abram Szajman diz que resultado demonstra a credibilidade e a confiança depositadas no trabalho conduzido por ele
(Foto: Rubens Chiri/TUTU)

Foram eleitos nesta quarta-feira (23) os novos diretores que estarão à frente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) e do Cecomercio do Estado de São Paulo durante os próximos quatro anos. A votação do novo quadro diretivo foi realizada na sede da Entidade e contou com a participação de mais de 280 executivos, entre presidentes e delegados de sindicatos patronais, filiados à Federação.

Para o presidente da FecomercioSP, Abram Szajman, o resultado das eleições demonstra a credibilidade e a confiança depositadas por eleitos e eleitores no trabalho por ele conduzido. “Ser reeleito presidente por empresários que lutam e acreditam no crescimento e no progresso do País, reforça o compromisso que assumi com esta casa e com toda a classe empresarial, grande responsável pelo desenvolvimento da economia. É gratificante receber o reconhecimento de pessoas que direcionam seus esforços cotidianamente a causas comuns, formando relações de parceria, amizade e profissionalismo”.

Veja também:
Presidente da FecomercioSP inaugura Sesc Avenida Paulista
Abram Szajman inaugura Senac em São Miguel Paulista, a maior unidade do Estado

Sobre a FecomercioSP
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Congrega 138 sindicatos patronais e administra, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A Entidade representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes. Esse universo responde por cerca de 30% do PIB paulista – e quase 10% do PIB brasileiro – gerando em torno de 10 milhões de empregos.