Sustentabilidade

14/04/2016

Implementar o sistema é fundamental para a preservação do meio ambiente e da saúde humana

Resíduos de medicamentos chegam a 13,8 mil toneladas por ano no Brasil

Implementar o sistema é fundamental para a preservação do meio ambiente e da saúde humana

Uma norma técnica para estabelecer o funcionamento dos pontos de coleta ainda está em trâmite na ABNT
(Arte TUTU)

Por Deisy de Assis

O Brasil ainda não dispõe de um acordo setorial para a implantação da logística reversa de medicamentos vencidos ou em desuso, nem de norma técnica para o funcionamento do que seriam os pontos de coleta. Enquanto isso, a população gera de 10,3 a 13,8 mil toneladas desse tipo de resíduo por ano, conforme estimativa obtida a partir de dados internacionais que integram uma pesquisa da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

De acordo com a assessora do Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP, Cristiane Cortez, essa montanha de resíduos, sem o descarte correto, é nociva à saúde, pois pode causar intoxicação das pessoas por substâncias químicas, além de gerar riscos ao meio ambiente, uma vez que podem atingir solos e rios, prejudicando os ecossistemas: “Por isso, a criação de normas e o acordo entre setores se faz urgente.”

Confira qual seria o caminho ideal para a logística reversa de medicamentos:

____infografico-_log_rev_med