Negócios

10/11/2015

Inovação é caminho para a liderança em tempos de crise, veja métodos

Em momentos de profunda transformação no mercado, os líderes se reinventam, criam novos formatos de gestão

Inovação é caminho para a liderança em tempos de crise, veja métodos

Com informações de Sheila Calgaro

O País enfrenta um grave período de recessão econômica, com queda no faturamento das companhias e uma taxa de desemprego que alcançou 8,3% no segundo trimestre do ano, segundo o IBGE.

“O que está acontecendo é uma mudança significativa de estrutura mundial. Estamos saindo de um sistema em que o capitalismo prevalecente é o do capital e entrando num mundo em que as maiores instituições empresariais foram construídas inicialmente sem capital financeiro, como Facebook, Youtube, entre outras”, afirma Gilberto Guimarães, professor da Business School São Paulo (BSP) e CEO da GG Consulting.

Não somente o profissional deve buscar constante atualização frente às mudanças, as próprias corporações e seus líderes precisam enfrentar a obsolescência rápida dos modelos de negócios. Segundo Guimarães, neste mundo o papel da liderança não se baseia mais no gerenciamento de pessoal por meio de controle de processos, mas na reinvenção de um conjunto organizado de pessoas.

Métodos de liderança

Guimarães também acumula em seu currículo experiências como engenheiro, executivo, acadêmico e psicanalista. A psicanálise veio depois, após cometer algumas falhas como líder. “Para liderar equipe eu descobri que precisava, antes de tudo, conhecer a mim mesmo”.

Ele segue o método positivista, em que o líder não usa mais o medo como tática de controle. “Ao longo da humanidade, fomos treinados a controlar as pessoas com base em conceito do erro-pecado-culpa, ou seja, do medo. Com receio não sou criativo, nem inteligente. Este é um péssimo parceiro da produtividade”, afirma.

Aprenda a liderar

Liderança é aprendizado. Líderes podem ser bons chefes, mas não significa que chefes sejam bons líderes. Marcio Fernandes, CEO da distribuidora de energia elétrica Elektro, alia as duas características. No ano passado foi o gestor mais bem avaliado da história na pesquisa da “Você S.A – As Melhores Empresas para Você Trabalhar 2014”, com 98,26% de aprovação por parte dos funcionários.

 “Um chefe pode se tornar um bom líder quando decidir parar de mandar e começar a exercer o interesse genuíno pelas pessoas. Tem de ser humilde e permitir que outros também sejam protagonistas, autônomos e felizes”, afirmou Fernandes. Ao assumir a presidência em 2011, adotou a filosofia de que “felicidade gera resultado” e conseguiu elevar o patamar de produtividade da empresa.

Confira a reportagem na íntegra, publicada na revista Conselhos.