Negócios

29/11/2018

Investir em negócios vistos como tendência exige conhecimento do empresário

Texto da revista “C&S” 59 dá dicas para quem pretende investir em novos modelos de negócios importados de mercados mais maduros e bem estruturados, como Estados Unidos e Europa

Investir em negócios vistos como tendência exige conhecimento do empresário

Em média, novos negócios demoram dois anos para chegar ao Brasil após surgirem em mercados mais maduros
(Arte/Tutu)

Com informações de Selma Panazzo

Investir em um empreendimento que está na moda, como quando os food trucks apareceram no mercado, exige preparo e conhecimento do empresário para que o negócio deixe de ser uma tendência e tenha vida longa.

A edição 59 da revista C&S traz uma matéria sobre o tema. O texto aponta que a maioria das novas ondas de negócios nasce em mercados mais maduros e bem estruturados, como Estados Unidos e Europa. Dois anos é o tempo, em média, entre seu surgimento e a chegada do novo modelo ao Brasil.

Veja também
Mais de mil lojas no País: Revista “Comércio & Serviços” apresenta estratégia de expansão das Óticas Diniz
AlphaGraphics se reinventa na indústria gráfica
Rede Petz cresce com inovação em atendimento e serviços

Uma das dicas para quem pretende seguir algum modismo é entrar no ramo quando houver mais demanda e menos concorrência. Antes de entrar, o investidor deve estudar o mercado e pesquisar a percepção do consumidor sobre o produto ou serviço que vai oferecer. Vale fazer uma enquete informal com a rede de conhecidos e familiares.

De forma geral, o ciclo de vida de um empreendimento pode ser resumido em quatro estágios: introdução, poucas pessoas comprando e pagando muito; crescimento, o produto já mais conhecido e mais concorrentes no mercado; maturidade, ponto de equilíbrio entre demanda e oferta; e declínio, muita oferta e poucos consumidores interessados em comprar.

Confira a reportagem completa “Negócios que vêm e vão” da revista C&S n.º 59, a partir da página 39.