Negócios

02/01/2019

Mercado de franquias cresce e traz oportunidades para empreender em negócios consolidados

Faturamento do segmento no primeiro semestre de 2018 registrou alta de quase 7%

Mercado de franquias cresce e traz oportunidades para empreender em negócios consolidados

Franquia é uma boa opção para quem quer começar um negócio com uma marca estabelecida no mercado
(Arte/Tutu) 

Enquanto a economia do País se recupera lentamente, um segmento que atrai potenciais empreendedores tem apresentado resultados bastante positivos. O faturamento do mercado de franquias cresceu 6,8% no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período do ano anterior, passando de R$ 74,455 bilhões para R$ R$ 79,496 bilhões, de acordo com a pesquisa “Desempenho do Franchising Brasileiro”, da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O estudo mostra que a Região Sudeste responde por mais da metade da receita do setor (56,8%), sendo o Estado de São Paulo responsável por 37,8%. Ainda no tocante ao faturamento, os segmentos que mais se destacam são os de entretenimento e lazer (16,1%) e hotelaria e turismo (14,6%).

Veja também
Em alta, comércio eletrônico impõe novo modelo de negócios para empresas varejistas
Delegar tarefas potencializa a eficiência dos negócios
Controle financeiro reduz risco de insolvência da empresa

Uma pesquisa da consultoria Praxis Business, realizada com 115 franqueadores entre julho e agosto do ano passado, permite observar o perfil do empreendedor de franquias. No Brasil, a maioria dos negócios é das áreas de alimentação (26,1%), moda (20%) e saúde, beleza e bem-estar (20%). O levantamento também indica que 45,2% das franquias estão no mercado há mais de dez anos; 25,2% têm entre cinco e dez anos de operação; e 13%, mais de três e menos de cinco anos.

Além disso, 39% registram faturamento anual superior a R$ 100 milhões; 25%, até R$ 25 milhões; 18%, de R$ 25 milhões a R$ 50 milhões; e outros 18%, de R$ 50 milhões a R$ 100 milhões. Contudo, em relação às vendas virtuais, parcela significativa (38,6%) diz ver o comércio eletrônico como uma ameaça às lojas físicas.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) ressalta que a franquia é uma boa opção para quem quer empreender sem a necessidade de começar um negócio do início, uma vez que esse tipo de empreendimento tem como base uma marca estabelecida no mercado. O empreendedor, no entanto, deve estar ciente que isso não significa que o negócio trará resultados imediatos.

Para não errar na escolha de seu empreendimento, o empreendedor deve, além de conhecer o ramo de atividade, atentar-se às tendências de mercado, à adaptação do negócio ao seu orçamento e ao suporte da marca ao estabelecimento – entre outros fatores que viabilizem a prosperidade da empresa.

Ademais, de acordo com os franqueados, o principal desafio a ser superado pelos empreendedores para aperfeiçoar os negócios diz respeito a treinamento, principalmente nas atividades de atendimento e vendas.

Seguindo essas recomendações, o mercado de franquias oferece oportunidades longevas e promissoras.