Negócios

01/11/2016

Negócios para a terceira idade têm perspectiva de crescimento

Público consumidor em expansão, idosos são 12,7% da população brasileira; FecomercioSP seleciona dicas para conquistar esse mercado

Negócios para a terceira idade têm perspectiva de crescimento

Porcentual de idosos no Estado de São Paulo chega a 13,6% da população
(Arte/TUTU)

Empresários que procuram um mercado em crescimento no Brasil devem olhar para a terceira idade. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há, aproximadamente, 26 milhões de pessoas com mais de 60 anos no País, o que representa 12,7% da população brasileira. No Estado de São Paulo, o porcentual de idosos é ainda maior, 13,6% da população, equivalendo a mais de 6 milhões de pessoas.

A perspectiva desse mercado é de crescimento. Basta ver que, em 2000, a expectativa de vida do brasileiro ao nascer era de 69,8 anos, passando para 75,7 anos em 2016. Em São Paulo, a expectativa, nesse mesmo período, passou de 71,4 anos para 78,1 anos.

As oportunidades empresariais no mercado voltado à terceira idade são variadas. Produtos e serviços tecnológicos podem ser um grande diferencial, uma vez que contribuem para melhorar as atividades diárias dos idosos, como celulares com dígitos maiores, porta-remédio que avisa o horário de tomar o medicamento e fechaduras que respondem à impressão digital.

Na área de lazer, destacam-se pacotes turísticos que aproveitam a baixa temporada, já que muitos preferem evitar lugares agitados, e planos de academia exclusivos para a terceira idade.

No segmento de ensino, são atrativos cursos livres e faculdades para essa geração que deseja estar constantemente se atualizando.

Já a área de saúde pode ofertar serviços de home care, que são cuidadores de idosos em casa, e cartões com descontos em farmácias e drogarias.

De qualquer maneira, o empreendedor deve se atentar para algumas características particulares no atendimento a esse público.

Confira dicas da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) para oferecer um atendimento de qualidade aos consumidores da terceira idade:

Acessibilidade
Os clientes da terceira idade necessitam de acessibilidade no estabelecimento, como vagas preferenciais, rampas de acesso, corredores largos e bem iluminados, preços bem posicionados e ajudantes para levar as compras até o carro.

Equipe de vendas
A equipe de vendas deve ser treinada para um atendimento direcionado. O funcionário deve estar atento à formação de filas nos caixas, evitando que os clientes fiquem em pé por um longo período, o que desestimula a efetivação das compras.

Inclusão
Cada vez mais o público da terceira idade têm acesso às novas tecnologias e está habituado a lidar com dispositivos eletrônicos, celulares e internet. Porém, é preciso ter atenção com aqueles que ainda têm dificuldades em acessar esses canais de atendimento, oferecendo informação inclusiva, ensinando sobre as facilidades que a tecnologia pode oferecer na realização de compras.

Atendimento
O empresário deve oferecer um atendimento especial, pois são consumidores que, na maioria das vezes, costumam procurar com calma seus produtos e levam em consideração as opiniões de pessoas conhecidas na hora de procurar um estabelecimento. Além disso, estar sempre atento às reclamações e sugestões de seus clientes.