Economia

05/12/2016

Programa educacional reforça coleta seletiva em São José dos Campos

Reformuladas há 10 anos, ações atingem 90% do município do interior de São Paulo

Programa educacional reforça coleta seletiva em São José dos Campos

Ações educativas resultam na coleta seletiva de 50 toneladas de resíduos sólidos por dia, em média
(Arte TUTU)

Por Deisy de Assis

O programa de educação ambiental da Urbanizadora Municipal (Urbam, empresa de economia mista) de São José dos Campos no interior paulista, contribui para a eficácia da coleta seletiva local. Ambas iniciativas atingem 90% dos bairros da cidade que tem cerca de 695,9 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para este ano.

No cenário nacional, é um desempenho impressionante. Para se ter uma ideia, segundo a Pesquisa Ciclosoft 2016 – Radiografando a Coleta Seletiva, realizada pelo Compromisso Empresarial Para Reciclagem (Cempre), 82% das cidades brasileiras sequer possuem programas específicos para recolher materiais recicláveis.

O mesmo levantamento aponta que, dentre os 206,7 milhões de brasileiros, somente 15% têm acesso a programas de coleta seletiva.

As ações resultam em uma média diária de 50 toneladas de resíduos sólidos. Anualmente, o montante se aproxima de 15,8 mil toneladas.

Para manter o patamar que conseguiu alcançar em São José dos Campos, a Urbam organiza suas ações com 13 educadores ambientais, que fazem abordagem porta a porta em residências e empresas.

“Eles levam informações a respeito dos danos provocados pelo descarte inadequado e orientam sobre os dias corretos da coleta seletiva, bem como os cuidados com cada tipo de resíduo [como papel, vidro, garrafas de Polietileno Tereftalato (PET) e outros plásticos]”, comenta o analista ambiental da Urbam, Roberto Massareli.

A assessora técnica do Conselho de Sustentabilidade da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), Cristiane Cortez afirma que o trabalho com foco na educação realizado pela Urbam é fundamental para reduzir o descarte indevido de recicláveis, ou seja, junto com o lixo comum.

“A política nacional de resíduos sólidos estabelece que a responsabilidade pela coleta seletiva é dos municípios. E, uma vez implantada, não vejo outro caminho para a sua eficiência, se não o da educação”, diz Cristiane.

Alcance

Embora tenham começado há 25 anos, exatamente quando teve início a coleta seletiva de São José dos Campos, as ações foram reformuladas em 2006, a fim de intensificar a conscientização e evitar falhas. “É um trabalho preventivo permanente, realizado a partir do cronograma de abordagens diárias seguido com disciplina”, ressalta Massareli.

Até agosto deste ano, 39,4 mil residências haviam sido atingidas, alcançando uma média de 148 mil moradores (cálculo feito pela urbanizadora, a partir da estimativa de 3,2 pessoas por moradia).

Em 2015, foram visitadas 46,5 mil casas, contra as 22 mil de 2014, o que representa um aumento anual superior a 100% nas abordagens.

Conscientização das crianças

O programa iniciou este ano com cronograma especialmente desenvolvido para as crianças, aplicado nas instituições de ensino. “Vamos finalizar 2016 com 13 escolas contempladas com as atividades, que incluem palestras, brincadeiras e exposições sobre a importância da preservação do meio ambiente”, diz Massareli.

Visitas monitoradas

Há ainda as visitas à Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos (ETRS). Trata-se do "Lixo Tour", por meio do qual a Urbam recebe escolas, universidades, empresas, associações e Organizações Não Governamentais (ONGs).

Os visitantes assistem a palestras e vídeos que ensinam o que pode ser separado para a coleta seletiva, depois, conhecem o aterro sanitário, além do Centro de Triagem, onde é feita a separação dos recicláveis.

“O tour inclui a passagem pelo “Museu do Lixo”, que expõe objetos que foram descartados em locais impróprios e recolhidos pela empresa. Entre os itens, há máquina de escrever, câmera fotográfica, máquina de costura e até videograme”, conta Massareli.

Com o “Lixo Tour”, só em 2015 a Urbam recebeu aproximadamente 4,2 mil pessoas.