Editorial

18/12/2017

Protagonizada por Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi, peça “Os Guardas do Taj” estreia no Teatro Raul Cortez

Premiado texto de Rajiv Joseph questiona escolhas humanas narrando lenda sobre a construção do Taj Mahal

Protagonizada por Reynaldo Gianecchini e Ricardo Tozzi, peça “Os Guardas do Taj” estreia no Teatro Raul Cortez

Amigos desde a infância, enquanto o primeiro guarda, Babur (Ricardo Tozzi), está cheio de curiosidade, o outro, Humayun (Reynaldo Gianecchini), é ortodoxo e obediente
(Arte/TUTU)

Após uma temporada em Portugal, o texto Os Guardas do Taj, do americano Rajiv Joseph, estreia dia 13 de janeiro no palco do Teatro Raul Cortez, na Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

O texto, que tem tradução e adaptação de Rafael Primot, passa-se em 1648 e fala sobre uma das lendas sobre a criação do famoso edifício Taj Mahal – na história, dois guardas proibidos de olhar para o monumento antes de sua inauguração se confrontam diante das regras estabelecidas e da maneira que cada um deles vê a sociedade e suas vidas. Amigos desde a infância, enquanto o primeiro guarda, Babur (Ricardo Tozzi), está cheio de curiosidade, o outro, Humayun (Reynaldo Gianecchini), é ortodoxo e obediente.

O texto de Joseph fala, acima de tudo, sobre questões humanas e filosóficas: o preço pago ao longo da história para realizar caprichos dos poderosos, por exemplo, ou questionamentos sobre os limites à busca humana pelo conhecimento e sobre o que rege as relações de amizade e as proibições absurdas que muitas vezes nos são impostas.

O drama tem duração de 75 minutos e classificação etária de 12 anos. Os ingressos custam R$ 60 às sextas, R$ 80 aos sábados e R$ 70 aos domingos (inteira) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro ou pelo site Compre Ingressos.

Serviço

Data: de 13 de janeiro até 25 de março de 2018.
Sextas e sábados, às 21h; domingos, às 18h.
Ingressos: sexta, R$ 60; sábado, R$ 80; e domingo, R$ 70.
Teatro Raul Cortez – Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – Bela Vista, São Paulo (SP).