Sustentabilidade

15/06/2014

Revenda de iogurtes estimula empreendedorismo entre mulheres de baixa renda

Finalista do Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, projeto da Danone estimula a venda porta a porta

Revenda de iogurtes estimula empreendedorismo entre mulheres de baixa renda

A empresa de iogurtes Danone investiu em um projeto para aumentar a empregabilidade e estimular o empreendedorismo entre mulheres de baixa renda da cidade de Salvador (BA). Trata-se do Projeto Kiteiras, apoiado pela ONG Aliança Empreendedora e financiado pelo Fundo Ecosysteme, mantido pela Danone com o objetivo de apoiar projetos que visem fortalecer a cadeia de valor a partir de três pilares: geração de emprego, desenvolvimento de competências e habilidades e incentivo ao microempreendedorismo. O projeto é finalista do Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, na categoria Grande Empresa.

Desde 2011, o programa incentiva a venda de produtos da Danone pelo método porta a porta, oferecendo toda a base de capacitação para que essas mulheres entrem no mundo dos negócios. Para isso, a empresa realiza treinamentos de gestão financeira, técnicas de vendas, criação de soluções e outros temas que contribuem para o desenvolvimento profissional das participantes.

Existem duas modalidades de vendedoras: as kiteiras, que recebem um catálogo com kits de produtos da Danone para que possam mostrar às clientes e registrar os pedidos sob demanda; e as revendedoras, que usam carrinhos térmicos para a venda de porta em porta. As profissionais que se destacam viram madrinhas: responsáveis pela gestão de outras kiteiras e revendedoras, concentrando os pedidos e organizando as entregas.

O Projeto Kiteiras ainda investe em palestras para melhorar a vida das participantes, com temas relacionados a saúde, nutrição, direitos da mulher e informações sobre políticas públicas. A ideia da iniciativa é incentivar essas mulheres a compreenderem e exercerem seus papéis na sociedade de maneira clara. 

No plano comercial, o Projeto Kiteiras funciona como um laboratório para testar e validar as melhores práticas da venda porta a porta para que a Danone se consolide e se torne referência neste canal de vendas.

Atualmente, o projeto envolve cerca de 300 mulheres em Salvador e cidades vizinhas. A meta é que até 2016 a operação caminhe sozinha, sem os recursos do fundo da Danone. Além disso, o Projeto Kiteiras espera ser replicado para outras regiões do País, levando a alternativa profissional para mais mulheres de baixa renda.