Negócios

02/08/2018

Revolução digital na indústria e no varejo é destaque da revista “PB”

Edição 447 da publicação traz ainda textos sobre o crescimento da economia compartilhada e a situação dos refugiados

Revolução digital na indústria e no varejo é destaque da revista “PB”

Se o Brasil quiser integrar esse mundo globalizado da chamada “Indústria 4.0” é preciso investir em inovação
(Arte: TUTU)

A reportagem de capa da revista Problemas Brasileiros 447, dos meses de agosto e setembro, é sobre o impacto causado pela revolução digital na indústria e no varejo. Países como Alemanha e Estados Unidos já adotam processos disruptivos como a impressão 3D, o Big Data, a inteligência artificial e a Internet das Coisas, para gerar produtos e outros serviços mais eficientes. A chamada “Indústria 4.0” está transformando a produção mundial, e se o Brasil quiser integrar esse mundo globalizado, é preciso investir em inovação.

A edição traz ainda uma matéria sobre o avanço da economia compartilhada. Essa nova forma de consumir surgiu com a recessão global e se desenvolve graças à tecnologia. Hoje, a modalidade conta com plataformas como a Uber, o Waze e o aplicativo Airbnb, além de reunir pessoas desconhecidas que mantêm os mesmos interesses. Por causa do crescimento da também denominada “economia colaborativa” as autoridades brasileiras discutem a criação de um marco regulatório.

Veja também:
Laboratório de inovação é lançado em São Paulo para fomentar comércio varejista
Supermercados começam a investir em caixas de autoatendimento no Brasil
Recursos tecnológicos auxiliam empresas na fidelização de clientes

A editoria “sociedade” trata da situação dos refugiados. Eles abandonam suas casas e até famílias por motivos diversos, como perseguições política, étnica e religiosa, por pertencer a determinado grupo social ou em casos de uma situação de violação generalizada de direitos humanos. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas Para Refugiados (Acnur), em 2017, havia 68,5 milhões de pessoas no mundo que foram obrigadas a deixar seus lares.

Os leitores podem conhecer um pouco da vida do fundador e reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, dedicada a estudantes negros, José Vicente. O educador fala da resistência que encontrou para colocar o projeto em prática. Na conversa, realizada pelo UM BRASIL, ele lembra da infância e da adolescência e em qual episódio se descobriu negro no Brasil.

O texto “Questão de saúde pública” analisa o saneamento básico no País. A Lei do Saneamento Básico (n.º 11.445/2007) completa 11 anos em 2018, e o principal gargalo continua sendo a expansão da coleta e do tratamento do esgoto sanitário, que têm porcentuais de cobertura de 51% e 44% nas áreas urbanas, respectivamente. Para avançar nos próximos anos, o País precisa canalizar investimentos no setor.

Esta edição da revista Problemas Brasileiros está disponível nas melhores bancas e livrarias do País.