Economia

30/01/2019

Setor de turismo abre novos postos de trabalho pelo segundo mês consecutivo em novembro, aponta FecomercioSP

Segundo a Entidade, 794 vagas celetistas foram criadas no período

Setor de turismo abre novos postos de trabalho pelo segundo mês consecutivo em novembro, aponta FecomercioSP

O bom desempenho foi puxado pelos grupos de alimentação, hospedagem e transportes
(Arte: TUTU)

O mercado de trabalho existente da demanda dos turistas, lazer ou corporativo, registrou crescimento no Estado de São Paulo pelo segundo mês consecutivo em novembro. Ao todo, foram abertas 794 vagas celetistas, e o setor de turismo paulista encerrou novembro com um estoque ativo de 278.247 empregos formais, maior patamar desde outubro de 2016, e aumento de 0,3% em relação a outubro de 2018. No acumulado de 12 meses, 2.222 empregos com carteira assinada foram gerados.

Os dados são da Pesquisa de Emprego do Setor de Turismo no Estado de São Paulo (PESP Turismo), elaborada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), com base nos dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Veja também:
Empresário deve manter rigor na administração apesar de alta na confiança do consumidor
Intenção do empresário em investir e contratar mantém ritmo de crescimento
Otimismo do consumidor beneficia empresário que fez boas vendas no Natal

Segundo a Entidade, no mês, o bom desempenho foi puxado pelos grupos de alimentação, com 288 vínculos; hospedagem, com 255 empregos; e transportes, com 106 vagas. Nos 11 meses do ano, 2.410 vagas foram abertas, puxadas pelos grupos de transportes (1.019 vínculos) – mais especificamente pela locação de automóveis sem condutor (1.181 vínculos), e pelas agências e operadoras (598 vínculos).

Das sete atividades analisadas, duas sofreram quedas no número total de empregos formais em comparação com novembro do ano passado: comércio direcionado (-0,9%) e cultura e lazer (-0,1%). Por outro lado, os segmentos de agências e operadores (1,8%) e hospedagem (1,2%) apontaram as maiores variações na mesma base de comparação.

Para a presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui, os números são positivos para o período, contudo, enfatiza: "Observamos um movimento vinculado à alta temporada e ao período de férias escolares. No entanto, teremos o Carnaval 2019 como um momento da inflexão entre lazer e negócios. Esperamos que o otimismo permaneça e se converta em mais vagas."

A assessoria econômica da Federação acrescenta que os dados de novembro confirmam o bom momento do mercado de trabalho existente em razão da demanda do turista no Estado de São Paulo. Além disso, em outubro e novembro de 2018, foi registrado o melhor resultado bimestral desde os mesmos meses de 2014. Para a Entidade, a melhora inicial do desemprego, com inflação e juros menores, garante melhor cenário ao consumo das famílias. Ao mesmo tempo, receitas mais estáveis e confiança em crescimento dos empresários alavancam a retomada, ainda que inicial, de seus investimentos. Nesse sentido, a busca por viagens se eleva, e a necessidade de mão de obra para atendimento a essa demanda, ainda que pouco acelerada, faz-se essencial.